Mais de 40 razões para celebrar o Dia Mundial da Dança

Dia 29 de Abril celebramos mais um Dia Mundial da Dança, data assinalada pelo Conselho Internacional da Dança, em 1982, em homenagem ao bailarino, criador e professor Jean-Georges Noverre (1727 – 1810), mas que se estende a todos aqueles que têm marcado a(s) história(s) da dança pelos quatro cantos do mundo.

Nesta agenda especial encontra mais de 40 formas de celebrar este dia, com espectáculos, festivais e palestras de norte a sul do país ao longo de toda a semana.

joaofiadeiro.cristianoprim
© Cristiano Prim

Palestra

A Minha História da Dança, com João Fiadeiro

27 de Abril | 11h00 | Espaço INFOART, Funchal

Entrada livre, sujeita a reserva

«Nós que fazemos da Dança o nosso dia-a-dia e aproveitando que em abril será celebrado o Dia Mundial da Dança, queremos saber um pouco mais sobre aqueles que escrevem, através dos seus trabalhos, a história da Dança em Portugal.
João Fiadeiro conversará com o público, apresentando e descrevendo todo seu percurso na área da dança, falando dos seus trabalhos, das suas ideias, das suas influências e inspirações.» Grupo Dançando com a Diferença

Reservas: 92 706 9 966; info@danca-inclusiva.com 

Mais info: Grupo Dançando com a Diferença

bde danca.municipio de braga
© Município de Braga

Programa diverso

B de Dança

Até 29 de Abril | Braga

Entrada livre

«O B de Dança […] resulta de uma parceria entre o Município de Braga e as escolas de dança bracarenses que lançam o desafio à cidade para a participação ativa na exaltação desta arte que é a dança.
Um vasto e ecléco programa, que decorre de 20 a 29 de Abril, onde se celebra o Dia Internacional da Dança e há mais de 60 horas de programação. Tudo isto acontece na Tenda Estúdio montada
na Avenida Central.
O acesso é livre e aberto à população em geral. O público poderá usufruir de aulas abertas, workshops, exibições, concursos e espetáculos das diferentes propostas do mundo da dança.» Município de Braga

Isto Tornou-se no Meu Texto, de Cristina Mendanha, Gabriela Barros e Peter Michael Dietz

27 de Abril | 18h30 | Museu Nogueira da Silva, Braga

«O projecto Isto tornou-se no meu texto investigou a escrita como parte do pensamento criativo da dança. Neste laboratório, a dança foi accionada pela realização de textos em contextos site-specific, de acordo com estímulos e directivas precisas. Este processo de criação desenvolveu-se em torno de dois eixos centrais, a saber: por um lado, analisou-se e refletiu-se sobre a forma como o fluxo da escrita interferiu nos processos criativos e por outro, experienciou-se a dificuldade da tradução do ato de criação coreográfico para uma outra linguagem, permitindo ler nas camadas de um corpo pharmakonizado a duplicidade de sentido, a ambiguidade e a possibilidade de gerar um corpo escrito em si mesmo. Ou seja: o remédio e o veneno.» 

Performance Cristina Mendanha e Gabriela Barros
Imagem e vídeo David Ramalho
Fotografia Catarina Almeida
Música Dinah Washington Meredith Monk, Astor Piazzolla and Gary Burton e Otis Redding 

The Evolution of Dancers, pelo Souldancers Dance Studio

27 de Abril | 21h15 | Academia Souldancers, Braga

«Sendo a dança uma das artes mais antigas que se conhece, terá uma merecida homenagem através de um revivalismo com atuações desde os anos 20 até à atualidade!»

BBoy Battle II, pela Academia Souldancers

28 de Abril | 14h00 | Praça da República, Braga

«Campeonato de Dança Urbana na Modalidade HIP HOP/BREAKING, na vertente de adultos e vertente criança. Os melhores bailarinos desta área encontram-se frente a frente ao som de música improvisada por um DJ, sem coreografias. Round após Round como um combate de Box os bailarinos vão-se desafiando, arrepiando o público e impressionando o Júri, pois só um pode ser o grande Campeão!»

Inscrições: cultura@cm-braga.pt

Gala Dia Mundial da Dança 2019

28 de Abril | 15h00 | Theatro Circo, Braga

«O Conselho Internacional de Dança da UNESCO é uma organização oficial que congrega todas as formas de Dança em todos os países do Mundo. Fundada em 1973 e sediada em Paris, no edicio da UNESCO, abriga todas as organizações internacionais, nacionais e locais, assim como todos os indivíduos avos no mundo da Dança. Neste Dia Mundial da Dança, a cidade de Braga acolhe a celebração pelo CID Lisboa e incorpora o espetáculo pelos membros do CID, na sua semana da Dança. Neste espetáculo irão apresentar o seu trabalho escolas e profissionais da dança, de vários pontos do país, conferindo-lhe o carácter de celebração em unidade para qual apelam os valores de universalidade da UNESCO.»

Mais info: B de Dança [programa completo].

cavalo marinho divulgacao metadança
© divulgação / MetaDança

Espectáculo

Cavalo~Marinho, de Madalena Victorino

27 de Abril | 14h30 e 16h00 | Museu de Leiria

Entrada livre

Inserido no MetaDança – Festival de Artes Performativas

Para crianças

«Um espetáculo sobre o enrolar a água, das algas, da terra e das pedras. Desenrolarmo-nos a nós, às nossas saias, para encontrarmos doces prazeres redondos. Dentro de uma pequena casa imaginária, Um cavalo casa com uma estrela do mar. Juntos galopam com asas de peixe para dentro de uma história de amor. Tem duas filhas. Através dos sonhos e castanhos tapetes do mar, a terra enrola e encaracola como um grande búzio…» MetaDança

Direcção artística Madalena Victorino
Co-criação e interpretação Alice Duarte e Ana Raquel

Mais info: MetaDança

amontanhadelivros.rociobonilla
© Rocio Bonilla

Oficina

A Montanha de Livros Mais Alta do Mundo, de Rocio Bonilla, com Elisabete Magalhães

27 de Abril | 16h00 | Coliseu Porto AGEAS

Preço: 10€, sujeito a inscrição

«O Balleteatro Serviço Educativo desenvolveu um atelier onde os participantes são convidados a experimentar o movimento e a interpretação de uma obra literária infantil.
Este atelier, designado como Balleteatrinho, pretende a sensibilização e introdução ao mundo da dança, do teatro, do cinema, do circo, das artes plásticas e da música a partir do estímulo à criatividade e imaginação.
Sendo um atelier destinado a público miúdo, no fim de cada sessão, os familiares são convidados a assistir à apresentação de um pequeno exercício desenvolvido pelos participantes no Balleteatrinho.» Balleteatro

Inscrições: 937 631 900; 225 508 918; servicoeducativo@balleteatro.pt

Mais info: Balleteatro

corpomapalivro.
© Patrícia Gomes

Espectáculo

Corpo-Mapa-Livro, de Marina Nabais

27 de Abril | 16h30 | Biblioteca Municipal de Torres Vedras

Entrada livre, sujeita a inscrição

«CORPO-MAPA-LIVRO é uma peça que desarruma a biblioteca. Parte do livro, enquanto objeto específico e como indutor de experiências transformadoras do corpo. Propõe uma multiplicação de vivências plásticas, que levam à descoberta de novos espaços e sentidos. Um jogo poético de entradas e saídas, que nos levam numa viagem onde se revelam novos mapas.
Abre-se uma dimensão do livro, enquanto mapa e lugar da viagem corporal, e uma dimensão do corpo, enquanto inscrição de um processo traduzível em livros.
Um espetáculo de dança-teatro para um público que já lê e que dá conta de si mesmo enquanto leitor dinâmico e em crescimento.» Câmara Municipal de Torres Vedras

Direcção artística e coreografia Marina Nabais
Ideia original, dramaturgia, voz, interpretação, cenografia e adereços Joana Pupo e Marina Nabais
Texto Joana Pupo e Marina Nabais; excertos de textos de Álvaro de Campos e Alberto Caeiro
Figurinos Nuno Nogueira
Música original Gonçalo Alegria; Sarabande (Cello, Suite N.º3), Joahnn Sebastian Bach, interpretado por Gaspar Cassado, gravação de 1957; Khovanshchina: Dance of Persian Slaves, Modest Mussorgsky, interpretado por Boris Khaykin, Mariinsky Orchestra e Coro, gravação de 1946

Inscrições: 261 320 747; 261 310 460; bmtv.servico.educativo@cm-tvedras.pt

Mais info: Câmara Municipal de Torres Vedras

água
© Estúdio 13 / Madalena Correia

Espectáculo

Água, de Maria João Gouveia

27 de Abril | 16h30

28 de Abril | 11h00| Estúdio 13, Ponta Delgada

Preço: 5€

Para crianças

«Que água é esta que nos rodeia e nos preenche? Do rio que corre, a um gelo que nos paralisa; do mar que nos completa a uma lágrima que cai; do vapor a uma bola de sabão… a chuva.
Correntes e marés percorrem um corpo que dança, que se expressa e leva a “Água” aos mais pequenos.
Um espetáculo de dança contemporânea para os mais novos que parte do elemento essencial à vida. Um momento sensorial e exploratório repleto de estímulos que preenchem o quotidiano e que aqui ganham um novo significado.» Estúdio 13

Criação e interpretação Maria João Gouveia
Apoio à instalação Madalena Correia e Margarida Rodrigues
Dramaturgia André Melo

Mais info: Estúdio 13

bownd.fotocineteatroantoniolamoso
© divulgação / Cineteatro António Lamoso

Espectáculo

Bownd, de Catarina Campos e Melissa Sousa

27 de Abril | 18h30 | Cineteatro António Lamoso, Santa Maria da Feira

Preço: 2,50€

Estreia

«BOWND baseia-se na procura de movimento ligado ao universo de Boundaries (limites do indivíduo). Own (do próprio), Bond (ligação), Bound (limite e salto) são palavras-chave num caminho para a construção das fronteiras do ser humano e para uma consciência e expressão mais clara sobre quem somos e quem não somos, descoberta apenas na relação com o outro.
A humanização dos limites, além do movimento, como o som corporal, som contato, som vocal, som respirado, constrói um silêncio que se vai modificando, através de uma linguagem de dança urbana contemporânea que abraça os vocabulários de Hip Hop e House, bem como o movimento enraizado em cada uma das intérpretes.» Cineteatro António Lamoso

Nota: O espectáculo será seguido de uma conversa com as bailarinas, moderada por Lúcia Afonso (a confirmar)

Mais info: Cineteatro António Lamoso

behalf - etang chen
© Etang Chen

Espectáculo

Behalf, de Pichet Klunchun e Wu-Kang Chen 

27 de Abril | 19h00

28 de Abril | 15h00 | Palácio do Bolhão, Porto

Preço: 10€

Estreia

Inserido no DDD – Dias da Dança

«Behalf é uma colaboração entre dois coreógrafos/bailarinos asiáticos contemporâneos que se “desfecham” para o outro e para o espectador.
Fazendo tempos iguais no palco, revelam retratos pessoais em movimento puro. Estes formam instantâneos curtos e intrigantes sobre poder e iconografia na paternidade, herança e autoconfiança. Enquanto um procura abraçar o património, o outro tenta reformá-lo. Eles falam, como indivíduos não resolvidos, através de vozes incompletas: cada um em nome de si mesmo e de outras figuras que o personificam. Este é um dueto de dança que propõe um jogo diferente sobre o poder de abertura ou encerramento do seu espectador.» DDD

Coreografia e interpretação Pichet Klunchun e Wu-Kang Chen
Dramaturgia Tang Fu-Kuen
Direcção técnica Chia-Ming Liu
Desenho de luz Takayuki Fujimoto
Figurinos Ketih Lin
Cenografia Yin-Chiao Liao

Mais info: DDD [27 de Abril]; DDD [28 de Abril]

umencontroprovocado.henriquerodovalho
© António Cabrita

Espectáculo

Um Encontro Provocado, de Henrique Rodovalho, pela Companhia Paulo Ribeiro

27 de Abril | 19h00

28 de Abril | 17h00 | Teatro Nacional São João, Porto

Preço: 16€

Inserido no DDD – Dias da Dança

«Quatro bailarinos portugueses e um coreógrafo brasileiro – numa linguagem artística que não expressa a palavra, mas sim o que ela quer ou que não consegue dizer: a dança – enveredam pelo questionamento que atravessa toda a peça e que incide sobre a violência.
Corpos e movimento, que através da sua singular comunicação expõem géneros, níveis e questões inerentes à ausência e à presença dessa violência. A violência no ser, do ser. A violência perpetrada ao mundo, do mundo a cada um. A violência de viver ou de perder a vida. A violência enquanto sentimento humano. Na tentativa, por vezes, ingénua, de procurar ou encontrar uma solução, seja pelo confronto ou pela poesia, quatro bailarinos revelam aos poucos e, inusitadamente, as diferenças entre eles.» DDD

Coreografia, cenografia e desenho de luz Henrique Rodovalho
Música Dawn of Midi, Ryuichi Sakamoto, Silva
Interpretação Margarida Belo Costa, Miguel Oliveira, Miguel Santos e Teresa Alves da Silva

Mais info: DDD [27 de Abril]; DDD [28 de Abril]

Academia_Dança_setubal.forumluisatodi
© divulgação / Fórum Municipal Luísa Todi

Espectáculo

Dia Mundial da Dança, pela Academia de Dança Contemporânea de Setúbal – Pequena Companhia / Little Company

27 de Abril | 21h30 | Fórum Municipal Luísa Todi, Setúbal

Preço: 6€

«O ensino na Academia tem como principais objetivos a educação pelo movimento, que se desenvolve nas Classes de Iniciação, e a formação de Bailarinos nos Cursos Básico e Secundário de Dança, promovendo nos seus alunos uma intensa ligação à atividade cénica através de apresentações públicas da Escola e da Pequena Companhia/ Little Company, estrutura similar a uma companhia de dança profissional.
A Pequena Companhia/ Little Company, constituída por alunos selecionados do curso de formação de bailarinos da Academia de Dança Contemporânea de Setúbal, é a instituição de iniciação à atividade futura destes jovens.» Fórum Municipal Luísa Todi

Mais info: Fórum Municipal Luísa Todi

barro terra molhada divulgacao casa das artes
© divulgação / Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão

Espectáculo

Barro – Terra Molhada Onde a Bota Escorrega, de Mafalda Deville, pela Companhia Instável

27 de Abril | 21h30 | Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão

Preço: 8€

«Um projeto de dança e percussão para 6 bailarinos, uma Banda Filarmónica (local) e 20 a 50 elementos das comunidades locais. Um espetáculo inspirado no Barro Negro de Bisalhães (Património da Unesco)
Pela água, pelo fogo, pelo tempo, pelas mãos. São corpos que moldam e são moldados. Que questionam na sua existência, no seu estado, na relação com os outros- a si próprios. A solidão da eternidade das pedras cravadas na terra. O festim da descoberta. Memórias e sonhos ressoam, na caixa do tempo, onde o passado e o futuro nem sempre se sucede por esta ordem. Pela água, pelo fogo, pelas mãos. O corpo, matéria mutável, da lânguida sedução à catástrofe do caco. Tudo a preto e a vermelho. Como na roleta, os corpos entram no jogo.» Mafalda Deville

Direcção artística Mafalda Deville
Coordenação e composição musical Rui Rodrigues / Drumming
Interpretação e consultoria musical Drumming
Assistência artística Ricardo Machado 
Cenografia e vídeo Israel Pimenta
Direcção técnica e desenho de luz Ricardo Alves
Interpretação Beatriz Valentim, Duarte Valadares, Michael de Haan, Sabrina Gargano, Liliana Barros, Inês Ribeiro e 20 a 50 homens e mulheres da comunidade local

Mais info: Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão

corage.ritanunes
© Rita Antunes

Espectáculo

Coragem – Projecto Compota, de Paula Pinto

27 de Abril | 21h30 | Palácio do Sobralinho, Vila Franca de Xira

Preço: 7,50€

Inserido no Inestética no Palácio

«CORAGEM é o espectáculo improvisado que resulta do trabalho desenvolvido na 12ª Residência artística do projecto Compota na Biblioteca de Marvila em Fevereiro de 2019. Reúne artistas profissionais com alunos da Escola Superior de Dança, da Escola Superior de Música de Lisboa (IPL) e da Escola Luís António Verney. 
Tendo como ponto de partida o universo fantástico de Aventuras de João Sem Medo de José Gomes Ferreira, CORAGEM apresenta-se como uma reflexão conjunta sobre a superação dos “medos” no caminho rumo à felicidade.» Artes no Palácio

Coordenação artística Paula Pinto
Orientação pedagógica João Cunha
Composição musical Jorge Ramos 
Figurinos Isabel Peres 
Desenho de luz Jorge Ceras 
Interpretação Ana Santos, Andreia Marinho, Ângelo Cid Neto, Catarina Moita, Gisela Ferreira, Inês de Castro Silva, Mafalda Iria Tereno, Mafalda Pinheiro, Maria Inês Martins, Pedro Blanc e Raquel Silveira (movimento e voz), Miguel Sobral Curado e Pedro Finisterra (ambientes sonoros e bateria), Daniel Rondulha e Carlotta Premazzi (vídeo)
Participação especial Bruno Costa, Cláudio Costa, Deolinda Fernandes, João Bravo e João Fonseca

Mais info: Artes no Palácio

desfrutemos o instante.teatrocine
© divulgação / Teatro-Cine de Torres Vedras

Espectáculo

Desfrutemos o delicado instante em que ela muda de vontade, de Maria Borges

27 de Abril | 21h30 | Teatro-Cine de Torres Vedras

Preço: 5€

«A convite do Serviço Educativo do Teatro-Cine de Torres Vedras e da Estufa – Plataforma Cultural, alunos de Dança da Escola Movimento e alunos de Música da Escola Luís António Maldonado Rodrigues apresentam o resultado artístico de um laboratório criativo, desenvolvido desde novembro de 2018.
Música e Dança dialogam num espetáculo que procura aproximar sensibilidades e promover uma reflexão em torno dos cruzamentos artísticos, baseada no respeito, no confronto, na interação e dedicação de todos os participantes.
“Desfrutemos o delicado instante em que ela muda de vontade” constitui um corpo coletivo, feito de muitos corpos. Um corpo capaz de criar novos territórios e lugares de imaginação, um corpo que se desafia a habitar criativamente o espaço.» Teatro-Cine de Torres Vedras

Conceito, coreografia e direcção artística Maria Borges
Direcção musical Reyes Gallardo e Susana Duarte
Interpretação e co-criação coreográficas Diana Neves, Inês Azedo, Joana Miranda, Luna Manata, Margarida Chora, Mariana Bernardino, Mariana Vasconcelos e Sara Cardoso
Interpretação musical Afonso Henriques, Daniela Galhoz, Francisco Morais, Francisco Rodrigues Gonçalo Silva, Inês Gomes, Liliana Xiao, Margarida Freire, Rosa Queiroz e Sofia Torres
Figurinos Maria Borges e intérpretes
Música Camille Saint-Saëns, Ernesto Köhler, Guarda-Rios, Johann Sebastian Bach, John Dowland e Los Indios Tabajaras
Professores de música João Prezado, Margarida Braz, Valter Marrafa, Susana Duarte, Ricardo Meira, Reyes Gallardo
Concepção de projecto e coordenação Magda Matias
Apoio à dramaturgia Mário Verino Rosado
Desenho de luz Luís Ferreira e Daniel Luís

Mais info: Teatro-Cine de Torres Vedras

margem - victor hugo pontes - foto bruno simão
© Bruno Simão

Espectáculo

Margem, de Victor Hugo Pontes

27 de Abril | 21h30 | Teatro das Figuras, Faro

Preço: 10€

«Margem tem como inspiração o romance de Jorge Amado, Capitães da Areia, que retrata um grupo de crianças e adolescentes abandonados, que vivem nas ruas de São Salvador da Baía, roubando para comer, e dormindo num trapiche – onde sobrevivem a um dia de cada vez. Oitenta anos depois da publicação do livro, quis questionar quem são os novos ‘capitães da areia’, inspirando-me na realidade social de jovens que vivem nas margens. Com texto de Joana Craveiro, este projeto partiu de um trabalho junto de jovens que foram privados do ensino, da alimentação, de carinho, de um pai, de uma mãe – jovens que partiram em défice ou que se viram em défice por razões que muitas vezes lhes são alheias.» Victor Hugo Pontes

Direcção Victor Hugo Pontes
Texto Joana Craveiro
Cenografia F. Ribeiro
Música Marco Castro e Igor Domingues (Throes + The Shine)
Direcção técnica e desenho de luz Wilma Moutinho
Interpretação Alexandre Tavares, David S. Costa, Gonçalo Cabral, Hugo Fidalgo, João Nunes Monteiro, José Santos, Magnum Soares, Marco Olival, Marco Tavares, Nara Gonçalves, Rui Pedro Silva e Vicente Campos
Estágios Beatriz Baptista (Ginasiano Escola de Dança) e João Filipe Abreu (FCSH)
Consultoria artística Madalena Alfaia

Mais info: Teatro das Figuras

Qu'ils mangent de la brioche_CaDA_capa_evento
© divulgação / Companhia de Dança de Almada

Espectáculo

Qu’ils mangent de la brioche: #public perception, de Luís Malaquias

Landings, pela Companhia de Dança de Almada

27 de Abril | 21h30 | Auditório Municipal Fernando Lopes-Graça, Almada

Preço: 5€

Estreia

«Para comemorar o Dia Mundial da Dança a Companhia de Dança de Almada apresenta, em estreia, um programa bipartido. “Qu’ils mangent de la brioche: #publicperception”, coreografado por Luís Malaquias, tem por base a história de Marie Antoinette, rainha francesa guilhotinada durante a Revolução Francesa, por decisão do tribunal revolucionário.
A segunda criação a apresentar, “Landings”, resulta de uma residência artística da coreógrafa sueca Julia Ehrstrand. O trabalho tem como ponto de partida o tópico deixado pela autora: “É um fenómeno interessante aquele em que nos devemos afastar de algo quando caminhamos em direção a algo mais.” Companhia de Dança de Almada

Mais info: Companhia de Dança de Almada

reviravoltas
© divulgação

Espectáculo

Reviravoltas, pelo Grupo Nossas Danças

27 de Abril | 21h30 | Teatro de Vila Real

Entrada livre

3 de Maio | 21h30 | Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, Moita

Preço: 3,54€

«O grupo Nossas Danças é composto por ex-bailarinos profissionais da Companhia Nacional de Bailado e do Ballet Gulbenkian. Aproveitando a experiência profissional dos seus elementos, nas áreas da dança clássica e contemporânea, o espectáculo Reviravoltas aborda de uma forma livre a dança tradicional portuguesa de várias regiões do país, despindo-se do rigor tradicional para viajar no tempo de forma coerente e despretensiosa.» Teatro de Vila Real

«O que é a dança? Formas em movimento num palco. Como se diz amor? Árvore, pedra, nuvem. Como se sente a alegria? Vendo com clareza, ouvindo com emoção. Tal como a água flui e o vento sopra. Como dizer Portugal? Folclore minhoto em danças ocultas. Como sentir a alma portuguesa? Ouvir as guitarras e o acordeão. Dar voltas e voltas e reviravoltas nas nossas danças, nas nossas vidas, nas nossas músicas, nos homens e mulheres de Portugal. Braços e mãos erguidas, em prece, que se juntam, se separam, fingem que vão mas ficam, parece que ficam mas vão, numa simulada indolência dos sentidos. Numa alegria que esvoaça em movimentos metamórficos dos corpos ou ondas de silêncios que fingem ser sons. Sim, sons, cores e cheiros de um país onde se descobre a grande obra da vida e da morte, do antigo e do moderno, da tradição e da disrupção.» José António Rousseau

Composição e coreografia Francisco Rousseau e Rui Reis Lopes
Interpretação Cristina Maciel, Kimberley Pearl, Maria João Salomão, Paula Rousseau, Brent Williamson, Francisco Rousseau, Marco Marques e Rui Reis Lopes
Guitarras Domingos Mira e Gustavo
Acordeões Ana Paula Tavares e Flávio Bolieiro
Participação especial Jorge Pires
Música gravada Danças Ocultas e TocáRufar
Desenho de luz Paulo Graça e Cláudia Rodrigues
Cenografia e figurinos Paula Rousseau, trajes tradicionais portugueses

Mais info: Teatro de Vila Real; Câmara Municipal da Moita

tododemim.adançarita
© José Mónica

Espectáculo

Todo de Mim, de Rita Esperto, pela Companhia ComPasso

27 de Abril | 21h30 | Auditório Municipal António Chainho, Santiago do Cacém

Preço: 6€

Inserido no Comdança Fest

«Num mundo em que vivemos cada vez mais virados para o sucesso, é esperado que sejamos positivos. Somos educados para sermos fortes e nunca desistirmos. Chorar é para os fracos e parece, cada vez mais, não haver tempo nem paciência para mágoas ou frustrações.
É preciso ter um sorriso na cara, todos os dias.
Este é um falso positivismo que nos arrasta para um sítio perigoso, em que não nos é permitido sentir aquilo que nos vai na alma. Que nos faz sentir que estar triste não é normal. Que nos faz esconder a nossa vulnerabilidade e sensibilidade. Que nos faz perder a empatia pelo outro…
Muitas vezes oiço “O que eu quero é ser feliz!”. Todos nós queremos. Mas, antes de ser feliz, eu quero ser inteira! E sempre que a tristeza chegar, quero aceitá-la. Parar para acolhê-la à minha maneira… Encontrar-me comigo e com os meus. E depois, quando no meu íntimo fizer sentido, esboçar um sorriso verdadeiro!
Paremos para nos olhar, paremos para nos escutar, paremos para nos amar. Sejamos sensíveis, emotivos, talvez um pouco loucos, mas genuínos. Sejamos tudo e nada… O todo que nos abarca.» A Dançarita

Direcção artística e coreografia Rita Esperto
Interpretação Carla Costa, Cláudia Santos, Corina Pires, Daisy Geraldes, Leonor Pexirra, Lucia Parracho, Mariana Teresa, Marisa Santos e Rita Esperto
Figurinos Sandra Santos
Desenho de luz Rui Senos
Sonoplastia Carlos Gonçalves

Mais info: A Dançarita

curtas.divulgacao encontros do devir
© divulgação / encontros do DeVIR

Mostra de Curtas-Metragens

27 de Abril | 21h30 | Centro de Artes Performativas do Algarve, Faro

Preço: 6€

Inserido nos encontros do DeVIR

nova criação, de Sofia Dias & Vítor Roriz

tratado sobre o perdão, de Luaty Beirão 
Leitura por Carolina Santos
Ilustração em tempo real de Miguel Mendonça Portugal

Bon Voyage, de Fabio Friedli

In a Nut Shell, Fabio Friedli

Irregulars, de Fabio Palmieiri 

The Afghan Bruce-Lee, de Jayga Rayn 

Mais info: encontros do DeVIR

liberdade minha.unitedvisionaryartists
© Beatriz Sequeira

Espectáculo

Liberdade, Minha, de Fábio Simões, pela United Visionary Artists

27 de Abril | 21h30 

28 de Abril | 18h00 | Cine-Teatro Joaquim d’Almeida, Montijo

Preço: 10€

«Quem são os portugueses?
Quem somos nós? Como está organizada esta sociedade em que vivemos? Como éramos há 40 anos? E como somos hoje?
Uma das maneiras mais interessantes de conhecer o nosso país e costumes, consiste em percorrer as suas mudanças. Muitos não fazem ideia o quanto custou aos nossos avós viver naquela altura, o quanto se sufocava em Portugal, o quanto se queria gritar a palavra liberdade e não se podia, e o quanto se queria ser LIVRE!
Hoje somos diferentes, graças a essas mudanças. Hoje vivemos mais e melhor. Hoje estamos agradecidos por sermos livres e por não nos esquecermos de quem fomos e somos.
“A vida de uma pessoa livre é considerada ofensiva para todos aqueles que vivem presos às aparências e regras.”
Liberdade, Minha é um espetáculo onde a palavra “Liberdade” é a chave que retrata a época do antes, do durante e do após o 25 de Abril.
De 50 minutos sem intervalo, é um espetáculo em português onde a videografia tem uma forte ligação com a dança.
Uma coprodução com o Cinema Teatro Joaquim d´Almeida, Montijo, estreado nas comemorações do 25 de abril da cidade e no dia mundial da dança.
Liberdade não é poder, é ser! E ser, é viver!»

Direcção geral e artística Fábio Simões
Textos, coreografia, figurinos e edição musical Fábio Simões
Interpretação Fábio Simões, Cátia Lourenço, Nádia Fernandes e Tiago Coelho
Música Rui Massena, Orelha Negra, Mastiksoul e Mariza, Dead Combo, M83, Zeca Afonso e entre outros

Mais info: United Visionary Artists

une maison. marc domage
© Marc Domage

Espectáculo

Une Maison, de Christian Rizzo

27 de Abril | 22h00 | Teatro Rivoli, Porto

Preço: 10€

Inserido no DDD – Dias da Dança

«Uma casa como um espaço para reunir o que está fragmentado.
Uma casa que encontramos, que construímos, para onde convidamos e da qual saímos. Uma casa que não bloqueia o movimento, mas favorece a circulação. Há um espaço, um interior, concreto ou mental, onde a intimidade e o comum negociam uma história no plural e experimentam juntos fazer poesia. Há espaços ocos que lembram outros habitantes de um dia ou de uma vida, e os fantasmas de cada um, que ocupam a totalidade. Existem vidas com várias durações. Há as musicalidades dos corpos. E há silêncio. Une maison é um trabalho para 14 intérpretes que nos envolve num fluxo de movimento entre a solidão, a comunhão, as memórias embutidas e um espaço em branco para encher de vitalidade e futuro.» DDD

Coreografia, cenografia, figurinos e objectos luminosos Christian Rizzo
Interpretação Youness Aboulakoul, Jamil Attar, Lluis Ayet, Johan Bichot, Léonor Clary, Miguel Garcia Llorens, Pep Garrigues, Julie Guibert, Ariane Guitton, Hanna Hedman, David Le Borgne, Maya Masse, Rudolphe Toupin e Vania Vaneau
Desenho de luz Caty Olive
Direcção técnica Thierry Cabrera

Mais info: DDD

festival corpo 2019
© divulgação / Ai!aDança

Festival

Festival Corpo 2019 – Encontro Internacional de Dança

27 e 28 de Abril de 2019 | Quinta da Ribafria, Sintra

Entrada livre

«No dia 29 de abril, comemora-se o Dia Mundial da Dança por  todo o mundo e, para registar a efeméride, a Companhia de Dança Contemporânea de Sintra e o Ai!aDança – Atelier de Produção de Espetáculos criaram um Festival que pretende reunir o maior número de pessoas ligadas à dança no nosso país. Nos dias 27 e 28 de abril, a Quinta da Ribafria (em Sintra) recebe a 8ª edição do Festival Corpo | Encontro Internacional de Dança, uma plataforma de Mostras de Dança, Workshops e Terapias para o corpo físico e energético.» Festival Corpo

Mais info: Ai!aDança

A-Bailarina
© Éric Summer e Éric Warin

Cinema

Bailarina, de Éric Summer e Éric Warin

28 de Abril | 11h00 | Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, Moita

Entrada livre

«Paris, 1869. Uma sonhadora menina orfã toma um atitude arriscada para conseguir o que quer: foge para Paris para realizar o sonho de ser uma grande bailarina. Lá ela decide passar-se por outra pessoa, e consegue uma vaga no Grand Opera, onde vai aprontar muitas aventuras.»

Realização Éric Summer e Éric Warin, 2016

Mais info: Câmara Municipal da Moita

unidospeladança.portolazer
© divulgação / Porto Lazer

Programa diverso

Unidos pela Dança

28 de Abril | das 15h00 às 20h00 | Avenida dos Aliados, Porto

Preço: donativos à consideração

Um evento para apoiar a Cruz Vermelha Portuguesa (Delegação do Porto).

Apela-se ao donativo de bens especialmente necessários, como alimentos enlatados, leite, cereais e açúcar.

Mais info: Unidos pela Dança

saidaaulaedanca-fotoconventosaofrancisco
© divulgação / Abril Dança em Coimbra

Performance

Sai da Aula e Dança 

28 de Abril | 15h00 e 16h10| Convento São Francisco, Coimbra

Entrada livre, sujeita ao levantamento de bilhete

«Numa parceria ampliada com as escolas e instituições da região de Coimbra ligadas à dança, o Festival Abril Dança integra, nesta edição, propostas coreográficas construídas à escala dos alunos e das instituições, numa deambulação entre públicos e espaços de apresentação. O conjunto de atividades complementares aos espetáculos proporciona, especialmente aos jovens em formação, diversas oportunidades para uma relação mais direta com os coreógrafos.
“Sai da Aula e Dança” é o mote para um espetáculo – percurso pelo convento. Alunos de dança de diversas escolas da região criaram para os espaços do Convento São Francisco, peças coreografadas que partilham com o público num momento simbólico que antecede o Dia Mundial da Dança.» Abril Dança em Coimbra

Bilhetes: 239 857 191; bilheteira@coimbraconvento.pt

Mais info: Abril Dança em Coimbra

celebratingdance
© divulgação / Câmara Municipal de Cascais

Espectáculo

Celebrating Dance, pela Escola de Dança Ana Mangericão

28 de Abril | 16h00 | Casino Estoril, Cascais

Preço: 20€

«No dia 28 de Abril o Casino Estoril abre novamente as suas portas para o espetáculo de dança mais famoso do concelho de Cascais: Celebrating Dance é o evento organizado pela EDAM, a Escola de Dança Ana Mangericão, de comemoração do Dia Mundial da Dança, este ano com um convidado especial: a Jazzy Dance Studios. Juntas, as duas escolas de dança vão juntar mais de 200 crianças e jovens para um espetáculo único e emocionante, que celebra a união, inclusão e diversidade dos vários estilos de Dança: da dança clássica e moderna ao contemporâneo, o hip-hop, sapateado, jazz, lyrical e danças de caráter.» Câmara Municipal de Cascais

Mais info: Câmara Municipal de Cascais

avalanche, alice brazzit
© Alice Brazzit

Espectáculo

Avanlanche, de Marco d’Agostin

28 de Abril | 17h00 | Auditório de Serralves, Porto

Preço: 10€

Inserido no DDD – Dias da Dança

«Em Avalanche, os dois seres humanos protagonistas estão a ser observados pelo olho de Cíclope, como pó antigo preservado num bloco de gelo.
Eles são Atlas, caminhado no amanhecer de um novo planeta, sob o peso de uma melancolia milenar. Os vestígios de tudo o que não pôde permanecer atuam como forças invisíveis sobre o que sobreviveu e é agora chamado uma regra, uma coleção, uma lista de possibilidades. A dança vive numa constante tensão em direção ao infinito da enumeração, desesperadamente procurando um efeito.» DDD

Concepção e direcção Marco d’Agostin
Interpretação Marco d’Agostin e Teresa Silva
Som Pablo Esbert Lilienfeld
Luz Abigail Fowler
Apoio ao movimento Marta Ciappina
Apoio à voz Melanie Pappenheim
Direcção técnica Paolo Tizianel

Mais info: DDD

credito-staccato.companhiadedanca_dancadoaguitarra2019.2
© divulgação / Staccato Companhia de Dança

Espectáculo

Dançado à Guitarra, de Cláudia Cardoso, pela Staccato Companhia de Dança

28 de Abril | 18h00 | Filarmónica de Chãs, Leiria

Preço: 5€

Estreia

«De volta às raízes, à música, à dança e aos trajes. As melodias do passado ao encontro da frescura dos artistas de hoje numa dança tão nossa.
De xaile pelas costas e coração ao peito, são corpos negros no ressoar das guitarras.
Mais do que uma homenagem à cultura portuguesa e às nossas tradições, uma oportunidade de sentir as cordas das guitarras a percorrer os corpos o palco.
Somos do fado.» Staccato Companhia de Dança

Direcção artística e coreografia Cláudia Cardoso
Voz Elsa Gomes
Guitarra Portuguesa Ricardo Silva
Guitarra Clássica João Silva
Interpretação Ana Catarina Costa, Beatriz Agostinho, Beatriz Pedrosa, Carolina Machado, Elisabete Gaspar, Eva Ramalho, Inês Espírito Santo, Mafalda Pinhal, Mariana Santos e Sofia Gomes
Maquilhagem Marko Makeup Artist

Mais info: Staccato Companhia de Dança

a meio da noite. paulo pimenta
© Paulo Pimenta

Espectáculo

A Meio da Noite, de Olga Roriz, pela Companhia Olga Roriz

28 de Abril | 21h30 | Convento São Francisco, Coimbra

Preço: 10€

Inserido no Abril Dança em Coimbra

«[…] A meio da noite, sendo um espetáculo que se propõe abordar a temática existencialista do encenador e cineasta Ingmar Bergman, é simultaneamente uma peça sobre o processo de criação numa procura incessante de si próprio e dos outros. Sete intérpretes encontram-se para partilhar as suas pesquisas sobre a obra do realizador e criarem, coletiva ou individualmente, cenas que possam integrar um futuro espetáculo. À volta de uma mesa/ilha, fecham-se nos seus pensamentos, mergulhados nos computadores, nos livros, nos vídeos. Tudo nasce desse huis clos de criação: o som, a luz, as imagens, as ações e contradições, dramas, pesadelos e fantasmas. As camadas de representação acumulam-se, criando tramas dramatúrgicas onde se mistura a mentira com a verdade dos factos. […]» Olga Roriz

Direcção Olga Roriz
Interpretação André de Campos, Beatriz Dias, Bruno Alexandre, Bruno Alves, Catarina Câmara, Francisco Rolo e Rita Calçada Bastos
Banda sonora Johann Sebastian Bach, Erik Satie, Primal Scream, Michelle Gurevich, Franz Schubert, Frédéric Chopin, Piotr Ilitch Tchaikovsky, Richard Wagner, Dolf van der Linden, Erhard Bauschke, Giovanni Fusco, Jefferson Airplane, excertos sonoros do filme Metropolis (1927) de Fritz Lang, Persona (1966) de Ingmar Bergmar e entrevista a Ingmar Bergman
Selecção musical Olga Roriz, João Rapozo e intérpretes
Cenografia e figurinos Olga Roriz e Ana Vaz
Desenho de luz Cristina Piedade
Vídeo Olga Roriz e João Rapozo
Desenho de som Sérgio Milhano
Apoio dramatúrgico Rita Calçada Bastos
Apoio vocal João Henriques

Mais info: Abril Dança em Coimbra

companhia nacional bailado
© divulgação / Companhia Nacional de Bailado

Programa diverso

Dia Mundial da Dança 

29 de Abril | a partir das 15h00 | Teatro Camões, Lisboa

Entrada livre

«Para comemorar o Dia Mundial da Dança, a Companhia Nacional de Bailado abre as portas do Teatro Camões, em Lisboa, convidando o público a passar um dia diferente em que mostra os bastidores do teatro e revela, pela primeira vez, o dia a dia dos bailarinos da Companhia.
E porque esta é uma companhia nacional, no dia em que se celebra a dança, a CNB está também nas cidades de Aveiro, Leiria e Faro. […]» Sofia Campos

Visitas Guiadas | 15h00, 16h15 e 17h30

«Três visitas guiadas ao Teatro Camões, com a duração de uma  hora. As visitas são orientadas por dois elementos da equipa da CNB e permitem ao público conhecer espaços do teatro a que normalmente não têm acesso.»

Aula Pública | 19h00

«A aula de dança clássica é o primeiro momento do dia de trabalho de uma companhia de repertório como a CNB. É na aula que os bailarinos se preparam para ensaios e espetáculos. Pela primeira vez, este momento único é aberto ao público.»

Ensaios Comentados | 20h30

«O ensaio é o local de experimentação, criação e preparação de um espetáculo.
No momento em que a CNB prepara duas novas criações, com estreia a 16 de maio, os coreógrafos Rui Lopes Graça e Victor Hugo Pontes partilham com o público os seus processos.»

Masterclasses

com Susana Matos | 18h00 | Companhia de Dança do Algarve

com Carla Pereira | 18h30 | Teatro Aveirse, Aveiro

com João Carlos Petrucci | 19h00 | Orfeão de Leiria

Mais info: Companhia Nacional de Bailado [programa completo]

Sessao_Comemorativa_companhia almada
© divulgação / Companhia de Dança de Almada

Espectáculo

Sessão Comemorativa: Dia Mundial da Dança, pela Companhia de Dança de Almada

29 de Abril | 19h00 | Cine-Teatro da Academia Almadense, Almada

Entrada livre

«Numa altura em que os apoios à dança no município de Almada se encontram em fase de grande modificação, procuramos refletir sobre o impacto das atividades da Companhia de Dança de Almada ao longo de quase trinta anos de trabalho nesta cidade.
Serão apresentadas peças coreográficas do repertório da Companhia de Dança de Almada.
Esta sessão constituirá, também, um reconhecimento às muitas pessoas que, ao longo dos anos, contribuíram para o desenvolvimento desta companhia.» Companhia de Dança de Almada

Mais info: Companhia de Dança de Almada

dawn. josé caldeira
© José Caldeira

Espectáculo

Dawn, de Hélder Seabra, pela Kale Companhia de Dança

29 e 30 de Abril | 19h00 | Armazém 22, Vila Nova de Gaia

Preço: 5€

Inserido no DDD – Dias da Dança

Estreia

«Mergulhando no seu passado, Hélder Seabra, coreógrafo convidado pela KALE Companhia de Dança para este novo projeto, explora a complexidade das relações humanas dentro de uma linguagem de movimento dinâmica, física e teatral, a sua assinatura caraterística.
Este encontro é uma meditação e confronto sobre separação e perda, mudança das flutuações na jornada no crescimento e desenvolvimento humano e também uma reflexão sobre a progressão tendo por base o enraizamento nas origens, a herança. Fala sobre ligação, conexão, o nó, aquele que foi formado, o que acabou de se desfazer e o que ainda não foi feito. Sobre a relação com o outro, os desejos e a procura de respostas.» DDD

Conceito, direcção e coreografia Hélder Seabre
Interpretação Emily McDaniel, Joana Couto, Caterina Campo, Imola Kacsó, Charlie Brittain, José Meireles, Martón Gláser, Stijn Van Marsenille, Ana Margarida Tasso, Leonor Barbosa e Marlett Araújo
Música original Stijn Van Marsenille
Ensaiadora Sara Moreira
Desenho de luz Joaquim Madaíl

Mais info: DDD [dia 29]; DDD [dia 30]

Not a moment too soon 1 @ Yoana Miguel
© Yoana Miguel

Espectáculo

Not a Moment Too Soon, de Trevor Carlson

29 de Abril | 21h30 | Centro Cultural Vila Flor, Guimarães

Preço: 10€

Inserido no Merce Cunningham Centenário

«Not a moment too soon é o espetáculo escolhido pelo Centro Cultural Vila Flor para comemorar o Dia Mundial da Dança que se assinala a 29 de abril. Trevor Carlson, amigo íntimo e diretor executivo da companhia de Merce Cunningham, reflete sobre os 12 anos que passou com o coreógrafo, oferecendo um raro olhar sobre os últimos dias do icónico criador. Repleto de imagens inéditas de Merce Cunningham, Not a moment too soon é um espetáculo multidisciplinar, que integra dança, texto, música e vídeo, sobre uma jornada partilhada e momentos preciosos que Trevor Carlson acompanhou. Uma memória sobre como, ano após ano, Cunningham continuou a criar novas peças até ao último suspiro. Através de painéis de projeção pendurados no palco e do recurso a outras ferramentas audiovisuais, Trevor Carlson permite-nos entrar nos últimos dias de vida do mestre.» Centro Cultural Vila Flor

Mais info: Centro Cultural Vila Flor

açores.jornada.divulgação
© divulgação / Teatro Micaelense

Filme

Açores, Uma Jornada de Sonho, de Milagres Paz, pelo Ballet Teatro Paz

29 de Abril | 21h30 | Teatro Micalense, Ponta Delgada

Entrada livre, sujeita ao levantamento de convite

«Mostrando uma nova forma de olhar os Açores, este filme tem como objetivo enaltecer o nosso património natural através da dança contemporânea, exibindo o verde, pedra, água, animais, terra e paisagens de todas as nove ilhas do Arquipélago.
O bailado foi filmado nas nove ilhas, sendo estas identificadas não só pelas suas belezas naturais, mas também pelas cores que lhes são atribuídas.
O capote e capelo foi usado como fio condutor de todo o processo, tirando partido da sua forma misteriosa e ao mesmo tempo intemporal para dar a conhecer a sua existência.
Este meu olhar sobre os Açores é apresentado de uma forma não só contemporânea mas acima de tudo poética, cujo grande objetivo foi mostrar a grande beleza natural do Arquipélago dos Açores.» Milagres Paz

Mais info: Teatro Micaelense

apernaesquerdacnb-fotobrunosimao
© Bruno Simão

Espectáculo

A Perna Esquerda de Tchaikovski, de Tiago Rodrigues, pela Companhia Nacional de Bailado

29 de Abril | 21h30 | Teatro Aveirense, 21h30

Preço: 5€

«O meu corpo não foi feito para dançar, mas eu nunca fui capaz de resistir à música. Quando era criança, obriguei o meu corpo a aprender a dançar. Ele obedeceu, mas contrariado. Eu, feliz, entreguei-me à música. Música é matemática, mas eu não gosto de contar. Em vez de contar música, prefiro contar histórias enquanto danço matemática. Divido tempo, multiplico gestos e adiciono dores. Cada dor no meu corpo, corresponde a um espetáculo de dança. Já danço há mais de 30 anos. Tenho uma coleção de dores. Quando ouço Prokofiev, dói-me o joelho. Quando ouço Sibelius, doem-me as costas. Mas nem tudo é dor. Gosto de ir cedo para o palco, quando ainda só lá está o afinador de pianos. Isso é a minha alegria antes da alegria dos outros, a calmaria antes da tempestade. As escalas da viagem antes do país de destino final. Não sei bem de que país sou, acho que a minha terra natal é o teatro porque é o lugar onde me sinto em casa. Já fiz as contas e tenho a certeza de que já passei mais horas da minha vida a dançar do que a dormir. Sonho mais quando danço do que quando durmo. Quando danço, tudo parece um sonho mas, como tenho dores, sei que é real. Dançar dói, mas dói mais quando estou parada.» Tiago Rodrigues

Texto e direcção Tiago Rodrigues
Interpretação Barbora Hruskova
Música original e piano Mário Laginha
Desenho de luz Cristina Piedade

Mais info: Teatro Aveirense

todos
© divulgação / Coliseu Porto AGEAS

Espectáculo

Todos – Sonhos em Movimento, de Max Oliveira e Isabel Barros

30 de Abril | 21h30 | Coliseu Porto AGEAS

Preço: Entrada livre, sujeita ao levantamento de bilhete

«O espetáculo “Todos” é o resultado do projeto social Arte para Todos, um projeto de desenvolvimento de competências artísticas e talentos em torno das músicas populares urbanas e da arte urbana.
Promovido pela Câmara do Porto no âmbito do AIIA Porto – Abordagem Integrada para a Inclusão Ativa, define-se como um programa integrado de inovação e experimentação social e de animação territorial do Porto destinado a promover a inclusão social, através de ações inovadoras e experimentais e de uma mensagem de integração positiva e forte.
O projeto Arte para Todos envolveu cerca 20 jovens que durante 10 meses participaram em sessões de capacitação em torno das artes urbanas (dança, artes cénicas, entre outras), assim como na conceção e ensaio do espetáculo que agora se apresenta.» Coliseu Porto AGEAS

Mais info: Coliseu Porto AGEAS

um ballet de causa unica. foto divulgacao ddd
© divulgação / DDD

Espectáculo

Ballet de Causa Única, de Willi Dorner, pela Companhia Instável

30 de Abril | 22h00 | Teatro Municipal de Matosinhos Constantino Nery

Preço: 7,50€

Inserido no DDD – Dias da Dança

Estreia

«“A representação do Homem será sempre a grande parábola do artista”.
Esta frase, de Oskar Schlemmer, e a imagem de Ser Humano que criou no Ballet Triádico, a sua síntese de “natureza e figura artística”, inspiraram Willi Dorner a pensar sobre o Homem de hoje, no nosso mundo atual, e a projetar e encenar uma imagem de futuro. A ideia do projeto começa com os conceitos fundamentais da Bauhaus, sobre a geometria do espaço e do corpo. Parte-se do ideal das formas abstratas, de como elas se encontram no corpo e de como são representadas. Como se de um laboratório se tratasse, um mundo ideal além da nossa realidade, o mundo ideal de formas geométricas e de cores. Introduz uma situação modelo para desmontá-la por meio de várias intervenções e, na esteira de Schlemmer, desenvolvem-se e transformam-se figuras artísticas que, progressivamente, refletem e trazem à tona o nosso mundo concreto e a nossa realidade material atual.» DDD

Coreografia Willi Dorner
Assistente de coreografia Esther Steinkogler
Assistente de ensaios Cátia Esteves
Design de figurinos Estelita Mendonça
Composição musical Rui Dias
Desenho de luz Ricardo Alves
Interpretação Liliana Oliveira, Deeogo Oliveira, Diogo Santos, Inês Melo Sousa e Maria Falcão

Mais info: DDD

dos suicidados. susana neves
© Susana Neves

Espectáculo

Dos Suicidados – O Vício de Humilhar a Imortalidade, de Joana Von Mayer Trindade & Hugo Calhim Cristóvão

1 de Maio | 19h00 | Teatro Campo Alegre, Porto

Preço: 7,50€

Inserido no DDD – Dias da Dança

«Prosseguindo uma pesquisa coreográfica intimamente ligada à filosofia e à literatura, Dos Suicidados – O Vício de Humilhar a Imortalidade ancora-se, desta vez, no poeta modernista Raul Leal.
Toma-se a sua estética do abjeto divinizado, em que a Queda já não o é, transfigurando-se em Vertigem, presente, sem primeiro passado, sem último futuro. Dois intérpretes manifestam esse movimento “puro, berrante, evidente, bestial”, uma força apolytrosis, palavra que, na origem grega, significa redenção, ou resgate. O que nesta peça se redime é um grito antes do chão, que experimenta os conceitos de blasfémia, escatologia, pecado, morte e revelação. Adicione-se Genet, Artaud e Sade como inspiradores para uma dança que é o exorcismo destes sintomas e reflexões.» DDD

Direcção, coreografia, dramaturgia e formação  Joana Von Mayer Trindade e Hugo Calhim Cristóvão
Interpretação Francisco Pinho e André Araújo
Teoria e filosofia Ana Mira, Celeste Natário, Cláudia Galhós, Cláudia Marisa, Cristina Aguiar, Ezequiel Santos, Mariana Pinto dos Santos, Mário Correia, Sofia Vilar e Rui Lopo
Desenho de luz Cárin Geada e Hugo Calhim Cristóvão
Adaptação do desenho de luz Zeca Iglésias
Figurinos Un T
Desenho de cenografia Jérémy Pajeanc

Mais info: DDD

el resistente.divulgacao ddd
© divulgação / DDD

Espectáculo

El Resistente Y Delicado Hilo Musical, de Amália Fernández

1 de Maio | 22h00 | Palácio do Bolhão, Porto

Preço: 10€

Inserido no DDD – Dias da Dança

Estreia

«El Resistente y Delicado Hilo Musical é uma partitura coreográfica com elementos teatrais, corais, performativos e poéticos.
Neste espetáculo, cinco pessoas dedicam-se afincadamente a manter ativo e constante um hino musical. Com grande atenção e minúcia, mantendo uma coreografia exata e a execução precisa da partitura, para além de um especial cuidado no que diz respeito à coordenação com o resto do grupo, e um considerável esforço físico, produzem uma música que, em quelquer outra peça, poderia ser fabricado de uma forma muito simples: pressionando o botão “play” de um aparelho eletrónico. Sem recorrer grandemente à tecnologia, de forma artesanal, matemática, popular e surrealista, esta peça manifesta-se como um teatro finito mas, ao mesmo tempo, aponta para a eternidade, para todos os fios que estão a ser traçados, em tensão, atados, ignorados, desvendados, cortados e unidos, dentro e fora de todos.» DDD

Concepção e direcção Amalia Fernández
Interpretação Catherine Sardella, Pablo Herranz, Oscar Bueno, Anto Rodriguez e Amalia Fernández
Figurinos e elementos cenográficos Grupo de WhatsApp e intercâmbio de necessidades do povo de Zarzalejo (Madrid, Espanha)

Mais info: DDD

furia. sammi landweer
© Sammi Landweer

Espectáculo

Fúria, de Lia Rodrigues

2 de Maio | 22h00

3 de Maio | 19h00 | Teatro Nacional São João, Porto

Preço: 16€

Inserido no DDD – Dias da Dança

Estreia

«Porque falamos? Para quem falamos? Sobre quem falamos? Como falamos? De que lugar falamos?
A escritora brasileira Clarice Lispector, na obra A Paixão Segundo G.H., afirma que “o mundo não só me assustaria se eu me tornasse o mundo. Se eu fosse o mundo, não teria medo. Se somos o mundo, somos movidos por um radar delicado que nos guia”. Como nos tornamos mundos? Como podemos ser guiados por um radar delicado e, nesse lugar específico e único que é o palco, criar um mundo? Um mundo dominado por imagens medonhas, por imagens luminosas, atravessadas por uma infinidade de perguntas não respondidas e perpassadas por contrastes e paradoxos. Um mundo de fúria.» DDD

Coreografia Lia Rodrigues
Dramaturgia Silvia Soter
Desenho de luz Nicolas Boudier
Colaboração artística Sammi Landweer
Interpretação Leonardo Nunes, Filipe Vian, Clara Cavalcanti, Carolina Repetto, Valentina Fitiipaldi, Andrey Silva, Karoll Silva, Larissa Lima e Ricardo Xavier

Mais info: DDD [2 de Maio]; DDD [3 de Maio]

treasureinthedark.carolinamendonça
© Carolina Mendonça

Espectáculo

Treasured in the Dark, de Thiago Granato

3 de Maio | 19h00 | Teatro Municipal de Matosinhos Constantino Nery

Preço: 10€

Inserido no DDD – Dias da Dança

Estreia

«Treasured in the Dark transporta o público para uma viagem onde presenças humanas e não humanas podem ser sentidas.
Usando o próprio corpo como vetor, Thiago Granato transforma-se num interface através do qual uma transcomunicação acontece. Sons ambíguos, objetos híbridos flutuantes, sombras iluminadas e presenças anónimas materializam-se no local. Numa sequência de cenas mutantes, cada uma perfurada por uma transformação repentina e total, a performance oferece uma perspetiva metamórfica para dar sentido à existência. Este é o primeiro solo de uma trilogia produzida por uma pesquisa coreográfica desenvolvida em diferentes colaborações imaginárias entre coreógrafos mortos, vivos e que ainda não nasceram. Esta trilogia faz parte do projeto Coreoversações, que integra pesquisa, criação, educação e produção de três solos dançados pelo coreógrafo e bailarino.» DDD

Concepção, direcção, coreografia e performance Thiago Granato
Coreógrafos “convidados” do passado (presenças ficcionais) Hijikata Tatsumi e Lennie Dale
Assistência de direcção Sandro Amaral
Som Gerald Kurdian
Desenho de luz Jan Fedinger
Técnico de som Andrea Parolin
Técnico de luz Jonathan Wimbo
Aconselhamento artístico Carolina Mendonça e Lou Forster
Apoio nos figurinos Marion Montel

Mais info: DDD

metadança
© divulgação / MetaDança

Espectáculo

2 peças, 6 coreógrafos

3 de Maio | 21h30 | Teatro José Lúcio da Silva, Leiria

Preço: 5,50€

Inserido no MetaDança – Festival de Artes Performativas

Cor de burro quando foge, de Bruno Freitas, Margarida Garcez, Susana Vilar e Joana Pinto

FAKE DANCE ou a metáfora do encontro, de João Fernandes e Ângelo Cid Neto

«A 8ª Edição do Metadança traz ao palco do Teatro José Lúcio da Silva duas criações coreográficas contemporâneas, criadas por 6 coreógrafos emergentes. Numa primeira parte, Bruno Freitas, Margarida Garcez, Susana Vilar e Joana Pinto, apresentam a peça “Cor de burro quando foge” e, na segunda parte, João Fernandes e Ângelo Cid Neto, voltam a Leria com uma nova criação, intitulada “FAKE DANCE ou a metáfora do encontro”.» MetaDança

Mais info: MetaDança 

nofimeraofrio.gonçalodelgado
© Gonçalo Delgado

Espectáculo

No Fim Era o Frio, de Mão Morta e Inês Jacques

3 de Maio | 21h30 | Cine-Teatro Avenida, Castelo Branco

Preço: 12€

“No Fim Era o Frio” é um projecto que junta um grupo de música a um grupo de bailarinos para apresentar uma desconstrução de espetáculo de dança e de música. Contrariamente ao habitual concerto rock, onde uma banda se apresenta a tocar a sua música, trata-se aqui de um espectáculo onde um grupo de bailarinos apresenta a música da banda, dando corpo e movimento ao que esta toca.
O palco funciona assim como um terreiro onde os bailarinos deambulam e a banda cria o cenário que dá sentido a essa deambulação. Uma deambulação que parte de uma narrativa distópica onde conceitos como aquecimento global ou subida das águas do mar servem para um questionar e decompor de diferentes paradigmas do quotidiano. Trata-se de paradigmas que nos rodeiam e com os quais nos relacionamos e que todos os dias replicamos, criando com eles uma familiaridade tal que nos impede, muitas vezes, de deles tomar verdadeira consciência.
Por isso queremos dar-lhes visibilidade, desviando-os para um outro enquadramento onde a familiaridade ganha a estranheza que permite a sua percepção.Mas esta é uma percepção demencial, num horizonte ficcional que nunca sabemos se é real ou delirante e onde as composições criadas com os padrões deslocalizados da sua primitiva função dão novas vidas e leituras ao frio cosmológico e à solidão humana, aqui ecos de uma mesma inadaptação existencial e vazio afectivo.» Cultura Vibra

Direcção artística Adolfo Luxúria Canibal e Inês Jacques
Texto e narrativa Adolfo Luxúria Canibal
Música Miguel Pedro e António Rafael
Coreografia e figurinos Inês Jacques
Interpretação musical Mão Morta (Adolfo Luxúria Canibal, António Rafael, Joana Longobardi, Miguel Pedro, Sapo, Vasco Vaz)
Interpretação coreográfica Beatriz Valentim, Diana Vieira, Francesca Bertozzi, Inês Jacques, Luis Guerra e Ricardo Pereira
Espaço cénico Inês Jacques e Adolfo Luxúria Canibal
Máscaras Victor Gonçalves
Desenho de luz Fred Rompante

Mais info: Cultura Vibra

muiças.foto tania carvalho
© Tânia Carvalho

Espectáculo

Muiças, de Tânia Carvalho, pela AZA Companhia

3 de Maio | 22h00 | Auditório Municipal de Gaia

Preço: 7,50€

Inserido no DDD – Dias da Dança

Estreia

«A realidade é para cada um diferente e por isso existem tantas quantas as experiências que da mesma houverem.
Uma peça é uma quantidade enorme de peças tantas quantas as experiências que da mesma houverem. Cada espectador vive uma peça de forma diferente. Cada intérprete uma outra forma diferente. Será que a peça em si existe? Ou será um objeto diferente para todos eles?» DDD

Coreografia Tânia Carvalho
Desenho de luz Anatol Waschke
Música original XNX
Figurinos Aleksandar Protic
Interpretação Amélia Bentes, Carla Ribeiro e Paula Moreno

Mais info: DDD

modanca
© Museu Nacional do Teatro e da Dança

Programa diverso

MoDança – As Sombras do Hoje e As Memórias do Amanhã

4 de Maio | das 18h00 às 21h00 | Museu Nacional do Teatro e da Dança, Lisboa

Entrada livre

«No próximo dia 4 de Maio, no sentido de comemorar o Dia Mundial da Dança, a Dance Spot e a PalcoPlural – Eventos, em parceria com o Museu Nacional do Teatro e da Dança, organizam a 2ª edição daquela que promete ser a Galeria de Dança mais movimentada da cidade de Lisboa: o MoDança!
Ao longo de 3 horas irão decorrer várias performances de dança nos jardins e espaços interiores do Museu, uma “exposição viva” de figurinos, composições coreográficas e ainda uma “Conversa de Memórias” que será moderada pela atriz Patrícia Bull e que contará com as “histórias com estória” de Olga Roriz, Paulo Ribeiro, César Moniz, Rita Spider, Valter Vieira, Rui Reis Lopes, José Luís Vieira e Michel de Roubaix.
Como host teremos o aclamado bailarino e coreógrafo Benvindo Fonseca que nos irá presentear com uma magnífica performance.
Teremos ainda o prazer de poder assistir a performances da coreógrafa e bailarina Rita Spider, da bailarina Ana Santos, do grupo de dança da CERCIAMA e muitas mais!
Também Jorge Salavisa, Carlos Prado, Sílvia Nevjinsky, Ana Lacerda entre outros prestigiados nomes da Dança em Portugal irão marcar presença.» Dance Spot

Mais info: Dance Spot

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s