Dançar Não Tem Preço | FEVEREIRO

E eis que chega Fevereiro! Nesta agenda encontrará uma imensa variedade de espectáculos, oficinas e conversas abertas acessíveis a todas as carteiras, a todas as idades e a todo o país. 

Dançar Não Tem Preço é a rubrica do LES CORPS que divulga espectáculos e eventos de dança gratuitos ou de preço simbólico (até 5€). Queremos incluir nesta agenda mensal espectáculos, performances, oficinas e exposições de todo o país. Para divulgação, por favor envie informações para: redacao@lescorpsdansants.com.

 

AGENDA DE FEVEREIRO

 

pinkforgirlsblueboys
foto: Michaela di Savino

Espectáculo

Pink for Girls & Blue for Boys, de Tabea Martin

1 de Fevereiro | 10h30 e 14h30 | Centro Cultural de Belém, Lisboa

Preço: 3€

Inserido no Sete Rosas Mais Tarde – ciclo sobre solidão

«Pink for Girls & Blue for Boys questiona-se sobre as características de ser uma rapariga ou ser um rapaz. O cor-de-rosa será apenas para raparigas e o azul será apenas para rapazes? As raparigas podem chorar e os rapazes não? Os rapazes conseguem subir às árvores, mas as raparigas não? Onde começa a separação e quando é que se transforma em exclusão? Quanta coragem será necessária para defendermos as nossas ideias e necessidades? Com o apoio de quatro bailarinos, Tabea Martin explora como superar os estereótipos de género. A peça exige que se quebrem as fronteiras do pensamento de género e apresenta uma abordagem brincalhona à forma de repensar a questão da identidade. Revela os limites e as pressões dos rótulos, mas também a alegria de os descobrir. Vamos deitar abaixo as fronteiras. O que irá acontecer? Será que iremos seguir as coisas que consideramos serem as melhores para nós em vez daquelas que nos dizem ser as melhores para nós? Óptimo para os mais novos e os mais velhos.» Centro Cultural de Belém

Coreografia Tabea Martin 
Interpretação
Pauline Briguet, Maria de Dueñas Lopez, Miguel do Vale e Carl Staaf
Cenografia
Doris Margarete Schmidt 
Figurinos
Mirjam Egli 
Desenho de luz
David Baumgartner 
Dramaturgia
Irina Müller 
Apoio artístico
Moos van den Broek 

Mais info: Centro Cultural de Belém

 

masterclassdancaclassica-cnb-fotobrunosimao
foto: Bruno Simão

Oficina

Masterclass de Dança Clássica, pela Companhia Nacional de Bailado

1 de Fevereiro | 14h30 | Teatro Sá da Bandeira, Santarém

Entrada livre

«A propósito do espectáculo A Perna Esquerda de Tchaikovski, propõe-se a oportunidade excepcional de usufruir de uma masterclass de dança clássica orientada por bailarinos da Companhia Nacional de Bailado.» Teatro Sá da Bandeira

Mais info: Santarém Cultura

 

ps carmen - companhia danca almada - foto pedro soares1
foto: Pedro Soares

Espectáculo

p.s. Carmen, de Margarida Belo Costa, pela Companhia de Dança de Almada

1 de Fevereiro | 21h30 | Cine-Teatro Avenida, Castelo Branco

Preço: 5€

16 de Fevereiro | 21h30 | Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, Moita

Preço: 3,54€

«Tendo como ponto de partida a ópera Carmen, de Georges Bizet (1838-1875), e seguindo o seu enredo, p.s. CARMEN é uma peça de dança contemporânea que transpõe para cena a vivência de uma mulher com a qual nos podemos identificar, independentemente do género.É a desconstrução do mistério, da sedução, do poder, da materialidade e da obsessão. É uma visão sobre a fêmea que não esconde os seus instintos, que captura as suas presas, mas que também é seduzida no engano, sofrendo o reverso da medalha. São várias as questões que se apropriam deste ser contemporâneo, deste corpo feminino, protegido e vítima da sua beleza hipnotizante.» Companhia de Dança de Almada

Coreografia Margarida Belo Costa
Interpretação Beatriz Rousseau, Bruno Duarte, Francisco Ferreira, Joana Puntel, Luís Malaquias, Mariana Romão e Raquel Tavares
Música Georges Bizet, Sir Neville Marriner e Pan Sonic
Cenografia e figurinos Joana Subtil, Mafalda Matos e António Neto
Desenho de luz H. C. Franco e Filipa Romeu

Mais info: Cultura VibraFórum Cultural José Manuel Figueiredo 

 

mi.mar-imagem-utopiadesigners3
imagem: Utopia Designers

Espectáculo

Mi~Mar, de António Machado, Ricardo Mondim e Sofia Belchior

2 de Fevereiro | 15h30 e 16h30

3 de Fevereiro | 11h00 e 12h00 | Cine-Teatro São João, Palmela

Preço: 4€, sujeito a reserva

Para bebés dos 0 aos 36 meses
Estreia

«Pé ante pé, é no MAR que mergulhamos em busca de mimos, de surpresas e de seres luminosos.
Ao som de doces melodias, mimamos os Dragões marinhos, abraçamos o Polvo, conversamos com os Peixes, brincamos com a Baleia e dançamos com o Caranguejo.
Orientados pela luz do farol, emergimos felizes e divertidos depois de muitas aventuras aquáticas.
Repleto de surpresas e em constante transformação, Mi~Mar convida-nos… a ver, ouvir, sentir e fazer novos amigos.» Passos e Compassos

Concepção artística e espaço cénico António Machado, Ricardo Mondim e Sofia Belchior
Coreografia Sofia Belchior – colaboração dos intérpretes
Composição musical António Machado
Adereços e bonecos Ricardo Mondim e Sofia Belchior
Desenho de luz António Machado e Sofia Belchior
Figurinos Sofia Belchior e Diana Pais
Interpretação Ricardo Mondim e Sofia Luz (Dançarte) e António Machado (Ária da Música)

Reservas: 212 336 630

Mais info: Passos e Compassos

 

theavenue-kayzerballet-fotodivulgacaokayzerballet
imagem: divulgação / Kayzer Ballet

Espectáculo

The Avenue, de Ricardo Runa, pela Kayzer Ballet

2 de Fevereiro | 21h30 | Pax Júlia Teatro Municipal, Beja

Preço: 5€

«The Avenue é um retrato contemporâneo de uma avenida, por onde passeiam pessoas, cada uma com a sua personalidade, cada uma com os seus desejos, sonhos e emoções.
Com momentos de muito boa disposição a peça pretende levar para o palco cenas do quotidiano, transportando o público para um mundo fictício e ao mesmo tempo real.» Kayzer Ballet

Coreografia, cenografia e desenho de luz Ricardo Runa
Música Lorne Balfe, Club des Belugas, Max Richter, Ezio Bosso e Yves de Mey
Figurinos Sttilos
Interpretação Emma Bingham, Francesca Zavalloni, Julia Runa, Laura Kaljunen, Lorenzo Bosso, Lucas de Koning e Ricardo Runa

Mais info: Pax Júlia Teatro Municipal

 

conversasdecorpo-foto yuji kodato
foto: Yuji Kodato

Espectáculo-Instalação

Conversas de Corpo, de Clara Bevilacqua e Guilherme Calegari

3 de Fevereiro | 10h30 | Teatro Aveirense, Aveiro

Preço: 3€

Para bebés dos 0 aos 3 anos

9 de Fevereiro | 10h30 | Centro das Artes do Espectáculo de Sever do Vouga

Preço: 5€

Para bebés e crianças dos 0 aos 5 anos

«Criado numa relação directa com o público, é um acontecimento aberto permeável ao encontro no qual os gestos da dança contagiam os corpos das crianças e de quem as acompanha, gerando um momento único de conexão entre todos. Ao longo de 45 minutos acompanhamos o encontro entre dois seres e as suas ressonâncias no tempo, no espaço e em nós próprios. Neste lugar não há hierarquias entre quem dança e quem acompanha, há um fazer-acontecer em conjunto. O chão é coberto por diferentes texturas como papéis, plástico-bolha e tecidos: podia ser o chão da casa, do quarto, do parque. Alguns instrumentos musicais fazem parte desta viagem e parecem-se com brinquedos. Uma conversa entre corpos que se completa no momento do encontro entre todos nós.» Teatro Aveirense

Criação e interpretação Clara Bevilaqua e Guilherme Calegari 
Direcção artística Fernanda Bevilaqua 
Iluminação Guilherme Calegari 
Vídeo Pedro Ivo Carvalho 

Mais info: Teatro Aveirense; CAE Sever do Vouga

 

flashdance-fotodivulgacaohammermuseum
imagem: divulgação / Hammer Museum

Cinema

Flash Dance, de Adrian Lyne

6 de Fevereiro | 21h15 | Cine-Teatro de Benavente

Entrada livre

Inserido no Mês da Dança

«Dirigido por Adrian Lyne, Flashdance conta a história de Alex Owens, uma jovem de 18 anos, bonita e altamente determinada. Owens trabalha como metalúrgica durante o dia, e à noite é uma exótica dançarina em uma casa nocturna. (…) O filme pretende traçar toda a luta e trajetória de Alex na busca pelo amor ideal e, ainda, na realização do sonho de um dia ser aluna no Conservatório Pittsburgh de Dança.» Livraria Cultura

Realização Adrian Lyne, 1983

Mais info: Câmara Municipal de Benavente

 

projectoeducativodancainclusiva_pedromachado_fotogoncalodiniz
foto: Gonçalo Diniz

Oficina

Projecto Educativo Dança Inclusiva, por Pedro Machado

7 a 8 de Fevereiro | 19h00 | Teatro Viriato, Viseu

Preço: 5€

Para professores e demais interessados em estudos artísticos e inclusão

«A parceria privilegiada que o Teatro Viriato mantém com o Dançando com a Diferença e com o seu director artístico Henrique Amoedo, enquanto Artista Residente, tem sido intensa e, ao longo do tempo, tem atingido uma maior complexidade e abrangência quer ao nível da formação, quer da criação artística. (…)
É este percurso que, em 2019, alavanca um novo projecto de educação artística para a dança inclusiva mais estruturado, com formato de oficina, dirigido à formação de professores e profissionais interessados nos estudos artísticos e na inclusão, mas também ao desenvolvimento em contínuo do próprio pólo Dançando com a Diferença/Viseu, colectivo residente no Teatro Viriato. Um programa de oficinas que conta com a orientação de profissionais com diferentes abordagens de intervenção, que têm em comum a valorização das capacidades daqueles com quem trabalham, inauguram esta nova fase formativa.» Teatro Viriato

Mais info: Teatro Viriato

 

gente feliz que danca - rita roberto - foto divulgacao
foto: divulgação / Santarém Cultura

Oficina

Gente Feliz que Dança, de Rita Roberto

8 de Fevereiro | 14h00

9 de Fevereiro | 17h00 | Teatro Sá da Bandeira, Santarém

Entrada livre

«É um desafio para muitos pés e cabeças que se juntam a escutar, a dançar e a cantar, num ambiente acolhedor e criativo. São pequenos espectáculos participados, para crianças pequenas e adultos cuidadores.» Teatro Sá da Bandeira

Mais info: Santarém Cultura

 

raiox-circolando-fotodivulgacao
foto: divulgação / Circolando

Espectáculo

Raio X, de André Braga e Cláudia Figueiredo

8 de Fevereiro | 21h30 | Teatro-Cine de Torres Vedras

Preço: 5€

«Os Raios X (descobertos em 1895 por Wilhelm Röntgen) trazem a inquietação metafísica de ver o interior dos corpos materiais, poder observar o interior das coisas vivas, penetrar a matéria e perceber as coisas a partir do seu centro mais íntimo e vital. […]
“A visão do Grande Vazio faz perder o pé”. O grande silêncio do corpo, a fonte onde a energia pura cria o movimento da dança. Que imagens, que paisagens podemos criar que reflictam este misterioso lugar?
Queremos prosseguir com a reflexão sobre as formas de sensibilidade e lucidez próprias da criação artística. Interessa-nos aventurar-nos num diálogo a cru com a filosofia. José Gil e María Zambrano, estão entre os autores a visitar.» Circolando

Criação André Braga e Cláudia Figueiredo com toda a equipa
Direcção André Braga
Dramaturgia Cláudia Figueiredo
Interpretação André Braga e Paulo Mota
Música ao vivo Pedro Augusto
Vídeo Vitor Costa
Luz João Abreu
Texto excertos de Gilles Deleuze, José Gil, Maria Filomena Molder, María Zambrano e José Tolentino Mendonça

Mais info: Teatro-Cine de Torres Vedras

 

um ponto que dança - sara anjo - imagem silvia prudencio
imagem: Sílvia Prudêncio

Oficina

Um Ponto que Dança, de Sara Anjo

9 de Fevereiro | 11h00 e 15h00 | Centro Cultural Vila Flor, Guimarães

Preço: 2€, sujeito a inscrição

Inserido no GUIdance

«“Lembro-me de viver numa ilha um ponto, no meio do mar.” É assim que começa a história do livro Um Ponto que Dança, que acompanha o movimento da vida desse ponto: conta as suas danças de pequeno até adulto, os desafios para encontrar um lugar no mundo e, finalmente, a sua liberdade. Na verdade, esta história é a de uma criança que, ao crescer até à idade adulta, se imagina um ponto ligado a tudo à sua volta por entre outros mil pontos.
Através do livro Um Ponto que Dança, esta oficina de Sara Anjo trabalha a imensidão dos movimentos, desde os mais pequenos e quase invisíveis, como o piscar de olhos ou o dobrar do dedo mindinho, até aos enormes, como o das nuvens no céu, ou o trânsito rápido e veloz dos carros na rua. A oficina procura, assim, um espaço de atenção à dança, de atenção ao que acontece no corpo e no mundo à nossa volta.» São Luiz Teatro Municipal

Criação e orientação Sara Anjo
Espaço cénico Martina Manyà
Desenho de som Artur Pispalhas

Inscrições: 253 424 700; mediacaocultural@aoficina.pt

Mais info: GUIdance

 

a maquina de fazer museus - angela diaz quintela - foto divulgacao ciajg

Oficina

Máquina de Fazer Museus – O Corpo como voz do Museu, por Ángela Diaz Quintela

10 de Fevereiro | 11h00 | Centro Internacional das Artes José de Guimarães

Preço: 2€

Inserido no GUIdance

«O Centro Internacional das Artes José de Guimarães será a inspiração de uma oficina de movimento, que olha para a arte como território de experiência e de liberdade. Um diálogo entre o corpo, o museu, a memória e a imaginação.» GUIdance

Inscrições até 7 de Fevereiro: 253 424 700; mediacaocultural@aoficina.pt

Mais info: GUIdance

 

cisne negro - imagem divulgacao 2
imagem: divulgação / Taste of Cinema

Cinema

Cisne Negro, de Darren Aranofsky

13 de Fevereiro | 21h15 | Cine-Teatro de Benavente

Entrada livre

Inserido no Mês da Dança

«Natalie Portman interpreta Nina, uma bailarina extremamente talentosa, mas perigosamente instável emocionalmente, que está às portas do estrelato. Instigada ao máximo pelo seu determinado director artístico e ameaçada por uma sedutora bailarina rival, o ténue laço que prende Nina à realidade pode desfazer-se, arremessando-a num pesadelo de olhos abertos.» Livraria Cultura

Realização Darren Aranofksy, 2010

Mais info: Câmara Municipal de Benavente

 

flexibilidade para dancar - luis xarez - foto divulgacao evc
foto: divulgação / Estúdios Victor Cordón

Conversa

Flexibilidade para Dançar, por Luís Xarez

14 de Fevereiro | 18h30 | Estúdios Victor Cordón, Lisboa

Preço: 3€

Inserido no ciclo Conversas do Corpo – Conversas sobre o treino em dança – do programa BAR ABERTO

Para estudantes, professores e intérpretes de dança

«Para ser bailarino terei de ser contorcionista?» Luís Xarez

Inscrições aqui

Mais info: Companhia Nacional de Bailado

 

trisha lucinda - maria jose fazenda - foto jaime roque dela cruz
foto: Jaime Roque de la Cruz

Conferência

Trisha Brown & Lucinda Childs: do experimentalismo à análise do movimento, com Maria José Fazenda

15 de Fevereiro | 18h00 | Teatro Rivoli, Porto

Entrada livre

Para estudantes, professores e intérpretes de dança

«Fizeram parte do Judson Church Theatre, o grupo iconoclasta de jovens criadores que no início da década de 1960 abriria novas possibilidades para a dança.
Prosseguiram depois o seu trabalho separadamente, expandindo as linguagens do movimento do corpo. Sendo ambas extraordinariamente analíticas, o seu estilo é, contudo muito diferente. Falar-se-á das complexas galáxias criadas por Trisha Brown e do tempo do eterno retorno instaurado pelas peças de Lucinda Childs.» Teatro Municipal do Porto

Mais info: Teatro Municipal do Porto

 

this is not for sale mauricia neves - foto entrelacados
imagem: divulgação / Entrelaçados

Espectáculo

This is not for sale e é um manifesto!, de Maurícia Neves

15 de Fevereiro | 21h30 | Tempo – Teatro Municipal de Portimão

Preço: 5€

Inserido no Entrelaçados – Festival de Dança Contemporânea

«This is not for sale e é um manifesto! parte de um manifesto que escrevi em 2013, na época da TROIKA, quando a crise económica chegou a Portugal. Esta peça situa-se a entre a performance, o concerto, um noticiário surrealista ou uma DJ session. Ainda não sei para onde vou mas, acima de tudo, ainda estou à espera do Rabbit.» Maurícia Neves

Ideia, coreografia, texto, edição musical, design de iluminação e performance Maurícia Neves
Música banda sonora de Rabbits by David Lynch, Room 1-36, Under and Over – Bem Lukas Broysen, Sebastian Plano; G-Labradford; Deceiver-Loscil, Old Habits Die Hard ( Instrumental)- Allie X

O espectáculo será seguido de uma conversa com o público.

Mais info: Entrelaçados 

 

oceano - ainhoa vidal - foto estelle valente
foto: Estelle Valente

Espectáculo

Oceano, de Ainhoa Vidal

16 de Fevereiro | 11h00 e 15h00 | Centro Cultural Vila Flor, Guimarães

Preço: 2€

Para bebés dos 6 meses aos 2 anos

Inserido no GUIdance

«O público chega ao teatro como se fosse à praia, com as suas toalhas, baldes e chapéus. Entra na sala de espectáculos e encontra um mar, instalando-se à volta dele. Os pequenos são convidados a mergulhar nas suas profundezas, encontrando sereias, medusas, tubarões, caranguejos e cavalos-marinhos. Como as ondas, estes mergulhadores, viajarão sem perigo pelos fundos marinhos numa cenografia feita em croché.» Teatro Aveirense

Criação, interpretação, figurinos e apoio na cenografia Ainhoa Vidal
Música Pedro Gonçalves
Cenografia Carla Martínez
Criação de luz e vídeo Nuno Salsinha

Mais info: GUIdance 

 

this is not ur cup - elizabeth lambeck - foto jorge ferreira
foto: Jorge Ferreira

Oficina

Workshop de Dança – This is not ur cup, por Palcos Instáveis

16 de Fevereiro | 15h00 | Backstage Escola de Dança, Braga

Preço: 3€

«Neste encontro, propõem-se tarefas específicas e sequências simples, tendo como ponto de partida os processos e temáticas de algumas das últimas criações de Elisabeth Lambeck. Será lançado o desafio de descobrir e analisar diferentes jornadas, dentro e fora do corpo, trabalhando fronteiras existentes e não existentes. Pretende-se que seja um laboratório de três horas de diversão e intensidade, onde analisamos o nosso instrumento através de diferentes impulsos e estados de espírito em alteração, recorrendo a um método de pesquisa prática.» Theatro Circo

Mais info: Theatro Circo

 

danca e ri-albina petrolati - foto divulgacao biblioteca municipal de lagos
foto: divulgação / Biblioteca Municipal de Lagos

Oficina

Dança e Ri, com Albina Petrolati

16 de Fevereiro | 15h30 | Biblioteca Municipal de Lagos Dr. Júlio Dantas

Entrada livre

Para crianças entre os 5 e os 10 anos

« Dança e artes plásticas: Luz, cor, textura, composição. A dança que se encontra na expressão plástica. Pintar e dançar casam-se assim numa só experiência..» Biblioteca Municipal de Lagos

Mais info: Biblioteca Municipal de Lagos

 

aquecimento paralelo pedro prazeres - foto jaime roque de la cruz
foto: Jaime Roque de la Cruz

Oficina

Aquecimento Paralelo com Pedro Prazeres

16 de Fevereiro | 17h00 | Teatro Rivoli, Porto

Preço: 2€ (entrada livre mediante a apresentação de bilhete para o espectáculo Dance + Set and Reset ⁄ Reset do Ballet de l’Opéra de Lyon)

«Pedro Prazeres é convidado a guiar a sessão de Aquecimento Paralelo partindo de peças de Trisha Brown para o Ballet de L´Opéra de Lyon, do carácter composicional e detalhadamente arquitectural da dança da coreógrafa americana, dentro e fora de espaços convencionais.» Teatro Municipal do Porto

Orientação da sessão Pedro Prazeres
Coordenação do programa Cristina Planas Leitão

Mais info: Teatro Municipal do Porto

 

queda infinita - adriana xavier rodrigo teixeira - foto divulgacao
foto: divulgação / Centro Cultural de Lagos

Espectáculo

Queda Infinita, de Adriana Xavier e Rodrigo Teixeira

16 de Fevereiro | 21h30 | Centro Cultural de Lagos

Preço: 3,54€

«Esta peça baseia-se na ideia de espiral, descendente ou não, de vários temas presentes na vida do ser humano actual. Uma perspectiva de um mundo que está a perder noções, que se mostraram até então sedimentares da liberdade e da plenitude do ser. […]
A Queda Infinita é uma reflexão sobre o rumo do ser humano e a tentativa de perceber quais são os motores, impulsões ou motivações deste homem. Que busca é esta e que influência tem, ou não, o passado nas decisões do nosso presente.» Adriana Xavier e Rodrigo Teixeira

Mais info: Centro Cultural de Lagos 

 

domingos em casa - angela diaz
foto: divulgação / Companhia Instável

Oficina

Domingos em Casa – O Corpo como território da Memória, por Ángela Diaz Quintela

17 de Fevereiro | 11h00 | Centro Internacional das Artes José de Guimarães

Preço: 2€

Inserido no GUIdance

«Esta oficina propõe uma viagem através do território de Guimarães onde o veículo será a nosso próprio corpo. Da mesma forma que a memória de um território se constrói e arquiva, o corpo também tem a sua própria memória em constante transformação.» GUIdance

Inscrições até 14 de Fevereiro: 253 424 700; mediacaocultural@aoficina.pt

Mais info: GUIdance

 

aviagem-filipafrancisco-fotojosealfredo
foto: José Alfredo

Espectáculo

A Viagem, de Filipa Francisco

17 de Fevereiro | 17h00 | Convento São Francisco, Coimbra

Entrada livre

«A Viagem problematiza o modo como as manifestações populares aderem e procuram a modernidade, originando novos significados, permitindo nova apropriação e novo entendimento do seu papel nos dias hoje.
Na primavera de 2009, a convite do Festival de Dança Contemporânea de Ramallah, Filipa Francisco conhece a Companhia de Dança Tradicional e Contemporânea El-Funoun. Desta experiência nasce a consciência de que a dança tradicional não tem como fatalidade permanecer à margem da modernidade (nem tão pouco a modernização passa pela anulação das tradições). Sendo uma prática actual, obedece a regras e conjuga outras práticas e processos sociais.» Materiais Diversos

Concepção e direcção artística Filipa Francisco
Direcção musical e música original António Pedro (Ricardo Freitas – substituição)
Interpretação Antonia Buresi, David Marques (Susana Gaspar e Bruno Alexandre – substituição) e elementos do Grupo Folclórico e Etnográfico do Brinca – Eiras e do Grupo Folclórico e Etnográfico de Cova do Ouro e Serra da Rocha
Músicos António Pedro (Ricardo Freitas – substituição) e elementos do Grupo Folclórico e Etnográfico do Brinca – Eiras e do Grupo Folclórico e Etnográfico de Cova do Ouro e Serra da Rocha
Figurinos Ainhoa Vidal
Desenho de luz e direcção técnica Mafalda Oliveira
Desenho de som Ricardo Figueiredo

Mais info: Convento São Francisco 

 

still practicing stillness - foto divulgacao
foto: divulgação / Vo’Arte

Espectáculo

Still Practicing, Stillness, de Adam Benjamin

19 de Fevereiro | 21h00 | São Luiz Teatro Municipal, Lisboa

Entrada livre sujeita a levantamento de bilhete

Inserido no InArt – Community Arts Festival

Estreia

«Um projecto de dança inclusiva inter-geracional, que trabalha com adultos, crianças e seniores com e sem deficiência. Envolverá música ao vivo e artistas (bailarinos e músicos) de Portugal e do Reino Unido.
O trabalho irá passar por uma partitura cronológica, geográfica e de improvisação, abrindo espaço para uma profunda escuta tanto dos intérpretes como do público. A peça irá celebrar a diversidade – de idades, com crianças de 9 anos e seniores de 60 anos; e de fisicalidades, com intérpretes profissionais com e sem deficiência.» Vo’Arte

Mais info: Vo’Arte

 

geracao soma - foto joao pedro rodrigues
foto: João Pedro Rodrigues

Documentário

Geração SOMA, de Pedro Sena Nunes

20 de Fevereiro | 18h00 | São Luiz Teatro Municipal, Lisboa

Entrada livre

Inserido no InArt – Community Arts Festival

«O documentário Geração SOMA, realizado por Pedro Sena Nunes, apresenta o processo criativo do projecto inclusivo e social que trabalhou com mais de 1200 crianças entre os 5 e os 16 anos de escolas do Ensino Básico de Lisboa, integrando crianças com NEE (Necessidades Educativas Especiais) entre 2015-2017, no âmbito do programa PARTIS – Práticas Artísticas para Inclusão Social da Fundação Calouste Gulbenkian.
O projecto culminou no espectáculo EU MAIOR, apresentado no Teatro São Luiz (Junho 2017) e Fundação Calouste Gulbenkian (Fevereiro 2018).» Vo’Arte

Realização Pedro Sena Nunes, 2019

A exibição será seguida de uma conversa com Sílvia Real, Hugo Seabra, Jorge Nascimento, Lourenço Chaves e Carla Costa

Mais info: Vo’Arte

 

dirty dancing - imagem divulgacao
imagem: divulgação / Dance Magazine

Cinema

Dirty Dancing, de Emilie Ardolino

20 de Fevereiro | 21h15 | Cine-Teatro de Benavente

Entrada livre

Inserido no Mês da Dança

«Em 1963, Frances Houseman, ou ‘Baby’, como é chamada pela família, uma jovem de 17 anos, viajou com seus pais e sua irmã para um resort em Catskills. […] Numa noite Baby ouve algo que parece ser um som de festa no alojamento dos funcionários econsegue entrar graças a um empregado. Baby chega a dançar com Johnny Castle, um professor de dança, e logo fica apaixonada por ele.» Livraria Cultura

Realização Emilie Ardolino, 1987

Mais info: Câmara Municipal de Benavente

 

o ensino da danca inclusiva - foto joao pedro rodrigues
foto: João Pedro Rodrigues

Conversa

O ensino da dança inclusiva, de Pedro Sena Nunes

21 de Fevereiro | 18h00 | São Luiz Teatro Municipal, Lisboa

Entrada livre

Inserido no InArt – Community Arts Festival

«Partindo da ideia de integração, neste caso através da dança, vai-se reflectir sobre o papel que a mesma imprime no indivíduo, a nível de desenvolvimento pessoal e social. Através da partilha de experiências dos intervenientes, vai-se explorar como relevar a importância da prática da dança inclusiva no contexto educativo formal ou informal.» Vo’Arte

Convidados Adam Benjamin, Ana Rita Barata, Elisabete Monteiro, Rafael Alvarez
Moderação Célia Carmona

Mais info: Vo’Arte 

 

girl-lukasdhont-fotodivulgacao
imagem: divulgação

Cinema

Girl, de Lukas Dhont

21 de Fevereiro | 21h30 | Cine-Teatro de Estarreja

Preço: 3,50€

21 de Fevereiro | 21h45 | Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão

Preço: 4€

«Lara é uma jovem menina de quinze anos. O seu maior sonho é tornar-se uma bailarina profissional e, com a ajuda do pai, ela procura uma nova escola de dança para desenvolver a sua técnica. No entanto, encontra dificuldades em adaptar-se aos movimentos executados nas aulas devido à sua estrutura óssea e muscular, já que Lara nasceu no corpo de um menino.» Cine-Teatro de Estarreja

Realização Lukas Dhont, 2018

Mais info: Cine-Teatro de Estarreja; Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão

 

margem-victorhugopontes-fotojosecaldeira
foto: José Caldeira

Espectáculo

Margem, de Victor Hugo Pontes

22 de Fevereiro | 11h00 | Centro Cultural de Belém, Lisboa

Preço: 3,50€

Inserido no Sete Rosas Mais Tarde – ciclo sobre solidão

«Margem tem como inspiração o romance de 1937 de Jorge Amado, Capitães de Areia, que retrata um grupo de crianças e adolescentes abandonados que vivem nas ruas de São Salvador da Baía, roubando para comer, e dormindo num trapiche – um armazém onde, como uma espécie de família, se protegem uns aos outros e sobrevivem a um dia de cada vez. 80 anos depois da publicação do livro, quisemos questionar quem são os novos capitães de areia, inspirando-nos na realidade social destas crianças, e conscientes de que nem sempre há finais felizes.» Nome Próprio

Direcção Victor Hugo Pontes
Texto Joana Craveiro
Cenografia F. Ribeiro
Música Marco Castro e Igor Domingues (Throes + The Shine)
Direcção técnica e desenho de luz Wilma Moutinho
Interpretação Alexandre Tavares, André Cabral, David S. Costa, Hugo Fidalgo, João Nunes Monteiro, José Santos, Magnum Soares, Marco Olival, Marco Tavares, Nara Gonçalves, Rui Pedro Silva e Vicente Campos

Mais info: Centro Cultural de Belém

 

existis - mariana tengner barros - foto catia barbosa
foto: Cátia Barbosa

 Espectáculo

Exi(s)t(s), de Mariana Tenger Barros

22 de Fevereiro | 21h30 | Cine-Teatro Avenida, Castelo Branco

Preço: 5€

«Buraco negro. Experiência imersiva concebida na colaboração entre artistas de diversos contextos: dança, música electrónica, percussão africana, artes visuais e multimédia. Em vez de espectadores pensemos em exploradores, testemunhas, viajantes cósmicos. Serão sugeridos níveis de experiência nesse encontro em que deixa de existir “palco”, onde estamos todos no mesmo plano, derradeiro lugar de transição, tópica entre mundos. Espaço improvável de realidades alternativas, vividas por corpos psicadélicos que fluem em narrativas não – lineares, sobre o universo, o infinito e os mundos.» Cultura Vibra

Direcção artística Mariana Tengner Barros
Co-criação e interpretação Bdjoy, Cláudio Vieira, Diana Bastos Niepce, Elizabete Francisca, Mariana Tengner Barros e Sade Risku
Música e sonoplastia Jonny Kadaver em colaboração com Bdjoy e Zoid Factory
Multimédia Zoid Factory

Mais info: Cultura Vibra 

 

clarao - circolando - foto divulgacao teatro aveirense
foto: divulgação / Teatro Aveirense

Espectáculo

Clarão, de André Braga e Cláudia Figueiredo

22 de Fevereiro | 15h00 | Teatro Aveirense, Aveiro

Preço: 5€

«Desenvolver uma reflexão sobre a ideia de ritual a partir do Serapeum de Panóias foi o desafio-convite na origem do projecto.
Complexo arqueológico de grande singularidade, situado nos arredores de Vila Real, Panóias é um intrigante espaço ligado aos inícios do sagrado, quando as grandes fragas e os grandes montes eram como que divinizados. Templo depois dedicado aos deuses severos e a Serápis fica associado aos mistérios do mundo subterrâneo e da vegetação. […]
Pedra, ar, sangue, cinzas, espectros, fantasmagorias, incubação de sonhos, clarões… Interessa-nos muito aprofundar este tempo dos princípios dos deuses, as visões panteístas e outras versões do sagrado difuso. Interessa-nos um universo nocturno, de medos e desconhecidos avassaladores. Interessam-nos os rituais de transe, de iniciação, a energia vermelha, o convite à “ultrapassagem dos seus próprios limites à procura do limiar”. […]» Circolando

Direcção André Braga
Dramaturgia Cláudia Figueiredo e Gonçalo Mota
Composição musical Pedro Augusto
Co-criação e interpretação Bruno Senune, Daniela Cruz, Valter Fernandes e grupo da comunidade local
Assistência de direcção Ricardo Machado
Concepção plástica André Braga e Pedro Azevedo
Vídeo Gonçalo Mota
Luz Cláudia Valente
Realização plástica Pedro Azevedo e Pedro Coutinho

Mais info: Teatro Aveirense 

 

elemento bruna carvalho - foto bruna carvalho
foto: Bruna Carvalho

Espectáculo

E.le.men.to, de Bruna Carvalho

23 de Fevereiro | 21h00 | Teatro Campo Alegre, Porto

Preço: 5€

«Gostava de me tornar vento. De me tornar água. De fluir em formas indefinidas. Sem procurar. Sem encontrar. Gostava de não usar palavras. Nem pensamentos. De ser vibração no céu da noite. Vibração de silêncios que ocupam o espaço até às estrelas. Gostava de seguir sendo. Como murmúrio da terra às primeiras linhas de fogo. Como a viagem de uma folha da copa até ao chão. Chuva em queda livre. Onda de calor nas dunas de areia. Gostava de ser energia. E esquecer-me. Ser elemento em liberdade.» Bruna Carvalho

Criação, interpretação e música original Bruna Carvalho
Gravação e apoio técnico 
Zeca Iglésias
Desenho de luz e adereço 
Zeca Iglésias e Bruna Carvalho

Mais info: Teatro Municipal do Porto

 

tristao e isolda - nelia pinheiro - foto telmo rocha
foto: Telmo Rocha

Espectáculo

Tristão e Isolda, de Nélia Pinheiro, pela Companhia de Dança Contemporânea de Évora

23 de Fevereiro | 21h30 | Teatro Diogo Bernardes, Ponte de Lima

Preço: 4€

«Tristão e Isolda mesmo tendo como pano de fundo a temática da ópera de Wagner, a obra desenvolve uma viagem sensorial própria, no Mito, fora da narrativa convencional, tem como indutores as grandes questões que o mesmo aborda e que interessam trabalhar na actualidade à coreógrafa – a irracionalidade, o desejo, a dependência do ser humano perante o amor, a mulher (uma descida à sua condição feminina e erótica).
A criação observa o corpo feminino como território de expressão, como catalisador de pulsões, reservatório de memórias das diversas partes que o constituem, no vislumbre de uma anatomia onde o gesto surge ligado às onomatopeias, à memória visual, táctil e emocional.
Com o formato de dueto, a criação desenvolve uma proposta de linguagem multidisciplinar entre a dança, o teatro, a música ao vivo, a arquitectura de cena e temas que potenciam um discurso contemporâneo sobre a condição humana.» Companhia de Dança Contemporânea de Évora

Direcção e coreografia Nélia Pinheiro
Interpretação Gonçalo Andrade e Nélia Pinheiro
Música originalCésar Viana
Figurinos José António Tenente
Cenografia Pedro Crisóstomo
Desenho de luz Nuno Meira

Mais info: Teatro Diogo Bernardes 

 

nocturno-joanagama-victorhugopontes-fotodivulgacaocineteatrolouletano
foto: divulgação / Cine-Teatro Louletano

Espectáculo

Nocturno, de Joana Gama e Victor Hugo Pontes

26 e 27 de Fevereiro | 10h00 e 14h00 | Cine-Teatro Louletano, Loulé

Entrada livre

«Na imaginação das crianças, a noite é talvez o primeiro dos grandes mistérios. As sombras, o escuro, o silêncio, os barulhos da rua e os movimentos na casa propiciam pensamentos fantasiosos, muitos medos, algum fascínio. Alicerçado num trabalho com escolas em diversas fases da criação, Nocturno inspira-se em muitas noites possíveis – na aldeia e na cidade, ao relento ou em abrigos improváveis. Diferentes sons e experiências, com ou sem estrelas, mas sempre sob o mesmo céu escuro.» Nome Próprio

Co-criação Joana Gama e Victor Hugo Pontes
Direcção e cenografia Victor Hugo Pontes
Interpretação Joana Gama, João Santiago e Victor Hugo Pontes
Composição musical João Godinho
Desenho de luz e direcção técnica Wilma Moutinho
Sonoplastia Suse Ribeiro e João Godinho
Desenho de som Suse Ribeiro
Maquinaria de cena Filipe Silva
Adereços Emanuel Santos

Mais info: Cine-Teatro Louletano

 

porque e que o ceu e azul - foto andre marques
foto: André Marques

Espectáculo

Porque é que o céu é azul?, de Liliana Garcia

27 de Fevereiro | 10h30 | Teatro Aveirense, Aveiro

Preço: 3€

«Porque é que o céu é azul? surge da vontade de estabelecer uma ponte entre dois campos distintos, a Ciência e a Arte. A DCTR – Associação Cultural e a Universidade de Aveiro através da Fábrica Centro Ciência Viva de Aveiro uniram forças para dar vida a uma nova criação, em que estas duas linguagens se cruzam, no âmbito pedagógico, transformando em movimento os fenómenos que apenas a pragmática Ciência poderia explicar.  
Tendo o imaginário como palco principal, os intérpretes materializam aspectos explicados pela Física, que explanam processos como a nossa percepção visual da luz e que factores influenciam a travessia das ondas electromagnéticas vindas do Sol, criando uma narrativa poética através do movimento e fisicalidade abstracta para a representação dos processos.» Teatro Aveirense

Conceito DCTR e Fábrica Centro Ciência Viva de Aveiro  
Direcção executiva
André Marques  
Criação
Liliana Garcia  
Assistência à criação
Ângelo Cid Neto  
Interpretação
Bailarinos da Escola Superior de Dança e Companhia Dancenter  
Coordenação científica
Sofia Teixeira e Pedro Pombo  
Coordenação da componente tecnológica
OpenField CreativeLab

Mais info: Teatro Aveirense 

 

pessoasquedancam ana lacerda e fernando duarte - foto
foto: Rodrigo de Souza

Entrevista

Pessoas que Dançam, de Ana Sousa Dias, com Ana Lacerda e Fernando Duarte

28 de Fevereiro | 18h30 | Estúdios Victor Cordón, Lisboa

Entrada livre

Inserido no programa BAR ABERTO

«O bar dos EVC, ponto de encontro e convívio, vai acolher nesta temporada inúmeras ações que promovem o diálogo e o conhecimento. Destaca-se Pessoas que dançam, um ciclo de entrevistas conduzidas por Ana Sousa Dias a bailarinos de referência da dança nacional e internacional, que será emitido na íntegra pela TSF, no programa Começo de Conversa, às terças-feiras, pelas 23h.» Estúdios Victor Cordón

Mais info: Companhia Nacional de Bailado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s