Culturgest apresenta «Cavalos Selvagens», de Bruno Alexandre no final do mês

Dias 19 e 20 de Janeiro, pelas 21h30, o Grande Auditório da Culturgest recebe Cavalos Selvagensde Bruno Alexandre, resultado da residência artística na Companhia Olga Roriz, na EIRA/Teatro da Voz, na Musibéria, na Gafanha da Nazaré/Fábrica das Ideias e no Polo Cultural Gaivotas. A criação tem como premissa fundamental a pesquisa em torno de uma ideia de sabotagem coreográfica como modus operandi de um processo que procurou o inusitado e o aparentemente impossível. Cavalos Selvagens é uma coprodução da Culturgest e conta a interpretação de André de Campos, Bruno Alves e Francisco Rolo. O preço do bilhete é de 12€ (descontos vários).

Percebi que as pessoas estafam os cavalos e os homens, até o cavalo ou o homem parar e cair como pedras. Eu e o cavalo decidimos que poderiam chicotear-nos quanto quisessem, mas que só faríamos o que nos  apetecesse, porque queremos viver.

Vaslav Nijinsky

Ana Teresa Ascensão
foto: Ana Teresa Ascensão

Sinopse

Cavalos Selvagens parte dos Cadernos de Vaslav Nijinsky como dispositivo literário, para construir uma ficção acerca do mesmo, recorrendo às ideias de património coreográfico, insubmissão e tumulto. Esta criação terá como premissa fundamental a pesquisa em torno de uma ideia de sabotagem coreográfica como modus operandi de um processo que irá começar por procurar o inusitado e o aparentemente impossível. A tentativa será traçar (mapear) inevitabilidades de um real coreográfico (inspirado no património dos Ballets Russes) que se misturam continuamente com a ficção, redefinindo paradigmas e questionando se o que fazemos está realmente a acontecer.

Bruno Alexandre

Ficha técnica

Criação Bruno Alexandre 
Cocriação e interpretação André de Campos, Bruno Alves, Francisco Rolo 
Música e sonoplastia Miguel Lucas Mendes 
Desenho de luz e espaço cénico Cárin Geada 
Olhar exterior David Marques 
Registo vídeo e teaser Bruno Canas 
Design gráfico Ana Teresa Ascensão 
Produção executiva Mónica Talina 
Gestão financeira Patrícia Soares 
Residências Companhia Olga Roriz, EIRA/Teatro da Voz, Musibéria, Gafanha da Nazaré/Fábrica das Ideias e Polo Cultural Gaivotas | Boavista 
Produção Escarpa Fictícia Associação Cultural 
Coprodução Culturgest 
Apoio Ministério da Cultura/Direção-Geral das Artes 
Agradecimentos Gil Mendo, Joana Vieira Lino, Pedro Santiago Cal e Carla Ribeiro

Mais info: Culturgest

Autor: Les Corps Dansants

Plataforma digital para pensar e debater a Dança - em Portugal e no mundo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s