Teatro Maria Matos, Teatro São Luiz e Teatro Camões homenageiam Tânia Carvalho em 2018

De 19 Janeiro e 4 de Março de 2018, Tânia Carvalho é homenageada com um Ciclo dedicado aos seus 20 anos de carreira, organizado pelo Teatro Maria Matos, Teatro São Luiz e Teatro Camõe/CNB. Vislumbres de 20 anos a fazer orquéstica no reverso das palavras (uma lentidão que parece uma velocidade) oferece um olhar sobre o percurso da coreógrafa, com um programa interdisciplinar que inclui um conjunto de peças já apresentadas, desde Icosahedron, que abre o ciclo, ao intimista 27 Ossos, a estreia do filme coreografado Um Saco e uma Pedra, musicado por Diogo Alvim, uma criação recente com o Grupo Dançando com a Diferença, o projecto participativo Movimentos Diferentes e uma nova criação para a Companhia Nacional de Bailado.

Weaving Chaos
«A Tecedura do Caos», de Tânia Carvalho

«Ao longo dos últimos 20 anos, a coreógrafa Tânia Carvalho tem vindo a construir uma das obras mais singulares e fascinantes da dança portuguesa contemporânea. Fazendo convergir para a sua obra vários territórios de expressão artística, como a dança, a composição musical, o desenho, a pintura e a memória do cinema, foi tecendo um universo enigmático mas consistente, que brilha como um diamante soturno..» (Ciclo Tânia Carvalho)

Sobre Tânia Carvalho
Dos domínios da coreografia, Tânia Carvalho transporta-se frequentes vezes para a composição musical. Tânia Carvalho propõe-se como uma artista cuja vontade de expressão não se esgota numa só linguagem. As suas criações vagueiam pelas sombras, pela vivificação da pintura, pelo expressionismo e pela memória do cinema. Assim a artista constrói a sua cosmogonia misteriosa, um conjunto de códigos que transcendem a própria arte movente — seja no cuidado linguístico e semântico que inscreve na titulação dos seus trabalhos, seja na passagem frequente por territórios mais distantes da coreografia, como o desenho. Ao longo de quase duas décadas, Tânia Carvalho vai fazendo o seu caminho: criterioso e cada vez mais multidisciplinar.

Espectáculos do Ciclo:

Icosahedron
Teatro Maria Matos
19 e 20 jan → 21h30

De Mim Não Posso Fugir, Paciência! 
São Luiz Teatro Municipal
31 jan e 1 fev → 21h

27 Ossos
São Luiz Teatro Municipal
3 fev → 21h
4 fev → 17h30

Um Saco e uma Pedra – peça de dança para ecrã 
Teatro Maria Matos
6 fev → 21h30

Movimentos Diferentes 
Biblioteca de Marvila
10 fev → 17h

Grupo Dançando com a Diferença
Doesdicon
Teatro Maria Matos
15 fev → 21h30

Companhia Nacional de Bailado
Ensaio Geral Solidário: Olhos Caídos + «S» (Nova Criação para a CNB)
Teatro Camões
21 fev → 21h

Companhia Nacional de Bailado
Olhos Caídos + «S» (Nova Criação para a CNB)
Teatro Camões
22 fev e 2 mar → 21h
24 fev → 18h30

Companhia Nacional de Bailado
A Tecedura do Caos
Teatro Camões
23 fev e 1 mar → 21h
3 mar → 18h30

Companhia Nacional de Bailado
Olhos Caídos + «S» (Nova Criação para a CNB) + A Tecedura do Caos
Teatro Camões
25 fev e 4 mar → 16h

Companhia Nacional de Bailado
Programa para escolas
Teatro Camões
28 fev → 15h

Mais info: Teatro Maria Matos / Teatro S. Luiz / Teatro Camões

Autor: Les Corps Dansants

Plataforma digital para pensar e debater a Dança - em Portugal e no mundo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s